Criar forum gratis
Assinar este forum via:
[RSS/Atom]     [E-mail]

Relacionados: religiao

Mensagem

Oferendas

De yukihide kanashiro (yukihidekanashiro@hotmail.com) em 16/09/2003 12:11:00 a partir de 200.98.110.3
A primeira vez que fui a um teatro em Tóquio, foi para assistir uma apresentação de um “utina shibai” (teatro de okinawa), com um gde amigo, o Oswaldo Andrade Neto, na ocasião funcionário da Embaixada Brasileira de Tókio. A peça, como sempre, retratava a vida cotidiana dos uchinanchu. Uma divertida história de uma família e suas dificuldades, um butsudan, e os uyáfafuji (antepassados), representados por um odi e uma oba, que na historia já estavam falecidos, porém sempre estavam ali, vendo tudo o que acontecia na vida da família. Em toda a história, pelo menos para mim, a passagem mais interessante, foi qdo chega o obon, momento tão esperados por eles, onde se cria verdadeira mobilização familiar. As oferendas, igualmente ao Brasil, são repletos de manjus, motis, abacaxis, cana de açúcar, etc.. Mas o que me chamou a atenção foi entender o significado “folclórico” da cana no butsudan. Literalmente, a cana era utilizada para que o odi e a oba usassem como bengalas, apoiando-se, para poder vir visitar e poder voltar com tranqüilidade. Talvez, por isso é que são deixados até o ultimo dia do obon. A cana é apenas um exemplo, todos, ou pelo menos a maioria das oferendas, talvez, tem seu próprio simbolismo.
Porém, o verdadeiro significado das oferendas, vão muito além do simbolismo. Não quer dizer, que vc colocando o manju, o moti o chá (todos feitos com muito carinho), os antepassados vão se deliciar com todas aquelas comidas. Talvez, o maior significado seja uma representação de que vc, a família, esta se esforçando para trabalhar, esta se sacrificando e a oferenda é uma representação disso, que o que vc esta oferecendo é um fruto do próprio trabalho. Ou seja, uma demonstração aos kami (uyafafuji) de que vc “pode” trabalhar (tem saúde para isso), de que você “pode” e tem o q comer (gratidão) e pode dar a continuidade para toda a família (tem fé e que acredita nos antepassados) e a oferenda, feita sempre com amor e fé, é a forma de comunhão, entre os kami (uyafafuji) e a família. Pode parecer tudo muito estranho nos dias de hoje todo esse significado, porem, num passado não muito distante, Okinawa atravessava sérias dificuldades.Durante muitos anos, escassez de alimentos, superpopulação, pouca terra cultiváveis e pouco trabalho resultavam em sérias dificuldades. Falando um português mais claro, muitas famílias passavam fome. Nossos bisavôs, tataravôs etc...Certamente, sofreram muito com isso (Motivo q fez muito das famílias a imigrarem rumo a paises subtropicais desconhecidos em continentes distantes à procura de trabalho e melhores condições de vida para os filhos). Certamente, no butsudan, é que nossos antepassados depositavam toda esperança de vida melhor, rezando, pedindo e agradecendo o que a vida os proporcionavam. No butsudan, que nossos antepassados pediam ajuda aos kami (uyafafuji), para poder comer, dar de comer aos filhos, curar enfermos, etc. No tempo de escassez de alimentos, muitas vezes, o butsudan era a salvação e esperança de vida. Em Okinawa, a cana-de-açucar, sempre fora à base de sua economia. Logo, a maioria das famílias tinha mais acesso a esse gênero alimentício que outros, talvez por isso ele tenha facilmente se popularizado e se consagrado no butsudan, como um dos símbolos fruto do trabalho, evidentemente após essa consagração tenha se criados vários outros mitos sobre seu simbolismo. No tempo em que apenas se comia batata doce, na ilha, o arroz era oferecido somente em butsudan e em ocasião muito especial. As crianças da época, certamente aguardavam o momento como verdadeira “oportunidade” para se deliciar com um prato de “gotisô” depois de cada “usandê”, isso é uma clara demonstração de que, no butsudan, sempre se coloca tudo o q tem de melhor.
Muitos desses butsudan que estão hoje com as famílias brasileiras são os mesmos que os tataravôs, bisados, avos e nossos pais rezavam. Todos possuem seu próprio histórico, todos carregam a “energia viva”, de toda a família por todo esse tempo. Por isso merecem serem respeitados e tratados com carinho. Por isso devemos dar essa continuidade.
Yukihide Kanashiro – São Paulo- SP
yukihidekanashiro@hotmail.com
• uyafafuji= em dialeto de okinawa quer dizer antepassados.
• Kami= deus, divindade (os antepassados são divindades para os okinawanos)

Respostas:

Oferendas (Ricardo nakamatsu r_nakamatsu@yahoo.com.br - 27/09/2003 19:57:58)
Muito bonito, muito legal o seu texto. Sempre conversei com meus amigos "gaida", sobre esse nosso costume de agradecer nossos uyafafuji.. e todos sempre acham estranho. Mas para mim faz mas sentido agradecer alguem que eu conheço, do que um proprio Deus. Sobre a cana de açúcar eu não conhecia o si...(ver)

Responder a esta mensagem

Atenção:
A prática, indução ou incitação de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, por meio da Internet, bem como a humilhação e exposição pública caluniosa e difamatória, constituem crimes punidos pela legislação brasileira. Denuncie aqui sites e/ou mensagens de fóruns hospedados na Insite contendo qualquer violação.
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Quero receber notificação por email se minha mensagem for respondida.
Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)
 

| Hospedagem de Sites | Acesso Banda Larga | On Google Plus
Tecnologia Insite   -   Soluções Internet   -   ©   2020 -   http://www.insite.com.br