Criar forum gratis
"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens." (Fernando Pessoa, em "O Eu Profundo")
Assinar este forum via:
[RSS/Atom]     [E-mail]
Mensagem

Frase

De Fernando em 09/05/2003 09:26:50 a partir de 200.207.55.229
Ricardo Reis, Mensagens
Algo como:
De que vale a vida sem a loucura?
Cadaver adiado que procria.
Deve estar em Dom Sebastião.
O termo "Mediucre" tem estatistica: média.
O mediucre é aquele que está na média, na moda, "Maria que vai com as outras".
A solidão é trabalhada de varias formas, uma delas é a perda da personalidade com o ato de afogar-se no oceano humano: tornar-se igual aos outros. Isso gera uma conforto mortal.
Todo aquele que se distancia da media, da moda, da massa, do povo, do comum, do consensado, do esperado, é louco.
Se o tempo o consogrou, ele é um genio.
Se ele é rico e poderoso, ele é excentrico.
Se ele é desconhecido, ele é louco.
Qualquer desvio da média, seja do lado da genialidade ou do lado patologico, é considerado loucura.
Ter uma mente oxigenada, extremamente lúcida, um ouvido afinado, com conhecimento de musica e ouvir sete meses sequido a sonata opus 106 de Beethoven, a Hameklavier, para quem só sabe ouvir a "Eguinha pocotó" é louco.
Dom Sebastião gerou um movimento messianico chamado Sebastianismo quando ele sai para combater os mouros e nao volta mais. Os portuqueses ainda o esperam.
Essa consciencia alterada que faz com que as pessoas saiam do conforto da rotina, que abandonem a mesmisse, que busquem a "Terra Prometida", que se lancem na selva à procura do Kandire", que vive o "Devir", sao vistas como loucas pelas pessoas que se vendem cotidianamente para poder ter uma bijuteria, um eletrodomestico. Submetem-se às leis do mercado, tornam-se coisas "reificaçaõ" para poder ter coisas.
Dom Sebastião, o louco. O louco porque sai para viver, para lutar e nesse
viver morre.
Vida é algo raro.
Vida é aquela centelha que nos faz brilhar, que gera alma: que seja o meu corpo a lenha dessa foqueira (palavras de portico".
Fernando Pessoa era poeta, e poeta sensacionalista, e nao médico.
Viver é "sentir tudo de todas as maneiras", e nao simplesmente ter o coracao batendo.
Nao realizar a sua mensagem espiritual, sua obrigacao social, sua meta pessoal é nao viver plenamente, é simplesmente ser um profissional competente, um consumidor compulsivo, uma peça no tabuleiro do jogo do mercado, é ser um "morto adiado que procria".

Em resposta a:

Frase (Eliane - 08/05/2003 08:28:26)
Me ajudem...não consigo lembrar uma frase que uma professora costuma dizer no 2º do meu curso de letras....Algo parecido com "cadáver morto que procria".... somebody??? Rings any bell!!!!...(ver)

Respostas:

Frase (Cris andradeitanhaem@hotmail.com - 13/05/2003 05:07:04)
Fernando, Concordo plenamente com a sua análise sobre a loucura. Afinal, o que é a loucura?! Este tema era uma constante na obra de Pessoa, no entanto permanece extremamente atual, afinal, qual é o conceito de "loucura" da sociedade contemporânea? Como são tratados aqueles que são considerados lo...(ver)

Responder a esta mensagem

Atenção:
A prática, indução ou incitação de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, por meio da Internet, bem como a humilhação e exposição pública caluniosa e difamatória, constituem crimes punidos pela legislação brasileira. Denuncie aqui sites e/ou mensagens de fóruns hospedados na Insite contendo qualquer violação.
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Quero receber notificação por email se minha mensagem for respondida.
Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)
 

| Hospedagem de Sites | Acesso Banda Larga | On Google Plus
Tecnologia Insite   -   Soluções Internet   -   ©   2019 -   http://www.insite.com.br