Criar forum gratis
"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens." (Fernando Pessoa, em "O Eu Profundo")
Assinar este forum via:
[RSS/Atom]     [E-mail]
Mensagem

Analise de poemas

De Ana Paula em 26/02/2007 14:34:58 a partir de 80.251.166.181
Ficaria muito grata se me ajudassem a fazer a análise do poema de Irene Lisboa, JEITO DE ESCREVER.
Jeito de escrever

Não sei que diga.
E a quem o dizer?
Não sei que pense.
Nada jamais soube.

Nem de mim, nem dos outros.
Nem do tempo, do céu e da terra, das coisas...
Seja do que for ou do que fosse.
Não sei que diga, não sei que pense.

Oiço os ralos queixosos, arrastados.
Ralos serão?
Horas da noite.
Noite começada ou adiantada, noite.
Como é bonito escrever!

Com este longo aparo, bonitas as letras e o gesto - o jeito.
Ao acaso, sem âncora, vago no tempo.
No tempo vago...
Ele vago e eu sem amparo.
Piam pássaros, trespassam o luto do espaço, este sereno luto das
horas. Mortas!

E por mais não ter que relatar me cerro.
Expressão antiga, epistolar: me cerro.
Tão grato é o velho, inopinado e novo.
Me cerro!

Assim: uma das mãos no papel, dedos fincados,
solta a outra, de pena expectante.
Uma que agarra, a outra que espera...
Ó ilusão!
E tudo acabou, acaba.
Para quê a busca das coisas novas, à toa e à roda?

Silêncio.
Nem pássaros já, noite morta.
Me cerro.
Ó minha derradeira composição! Do não, do nem, do nada, da ausência e
solidão.

Da indiferença.
Quero eu que o seja! da indiferença ilimitada.
Noite vasta e contínua, caminha, caminha.
Alonga-te.
A ribeira acordou.

Respostas:

Análise do poema "Peregrinação" de Bandeira (Paulo César - 04/06/2007 20:54:17)
PEREGRINAÇÃO Manuel Bandeira Quando olhada de face, era um abril. Quando olhada de lado, era um agosto. Duas mulheres numa: tinha o rosto Gordo de frente, magro de perfil. Fazia as sobrancelhas como um til; A boca, como um o (quase). Isto posto, Não vou dizer o quanto a amei. Nem gosto De me lembra...(ver)
Analise de poemas (renato renatorfigueiredo@hotmail.com - 17/06/2007 21:17:41)
Galera, existe algum site onde possa observar várias análises de poemas contendo, temática, estilo, período literário~dos autores Drummond, Cassiano Ricardo, Graciliano Ramos e Jorge de Lima?...(ver)
Analise de poemas (bernadete almeida - 31/08/2007 17:21:24)
Olá estou precisando com uma certa urgencia de uma análise do discursso, referente ao poema "O Homem e a Morte" de Manuel Bandeira. Pois estou encontrando dificuldade para análisa-lo. desde já obrigada...(ver)

Responder a esta mensagem

Atenção:
A prática, indução ou incitação de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, por meio da Internet, bem como a humilhação e exposição pública caluniosa e difamatória, constituem crimes punidos pela legislação brasileira. Denuncie aqui sites e/ou mensagens de fóruns hospedados na Insite contendo qualquer violação.
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Quero receber notificação por email se minha mensagem for respondida.
Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)
 

| Hospedagem de Sites | Acesso Banda Larga | On Google Plus
Tecnologia Insite   -   Soluções Internet   -   ©   2019 -   http://www.insite.com.br