Forum para discussão das trapalhadas do governo federal no ENEM e suas complicações na vida do estudante brasileiro. Quando será a nova data? Quais as implicações no ingresso nas universidades? O que acontecerá com as notas? Dá para confiar em uma nova prova? Esses e outros assuntos nas palavras dos maiores prejudicados: OS ESTUDANTES! O CONTEÚDO DAS MENSAGENS SÃO ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES, IDENTIFICADOS POR E-MAIL, IP E DATA.

Tags: mec fraude nova vestibular lula governo pt prova usp roubo enem desvio haddad
02/02/2010 11:12
De: marcos
IP: 187.10.242.201

Funcionários do MEC revoltados, vão contar os podres do ENEM

Esta vem lá de alguém que conhece direitinho como funcionam as coisas no Ministério da Educação, comandado pelo ausente e trapalhão Fernando Haddad:
“A situação está tensa no INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais). O órgão, que é responsável pelas avaliações do MEC (ENEM, Enade, Censo Escolar etc), está sob pressão desde que o ministro Fernando Haddad obrigou-a transformar o ENEM em um vestibular unificado para as universidades federais. Como o ministro tem insistido em colocar a culpa pelos erros do ENEM nos servidores do instituto, a situação está insuportável. Para agravar o quadro, eles buscam a adequação do seu Plano de Carreira, já que 40% dos aprovados no último concurso saíram do órgão, e aprovaram nesta segunda, em assembléia, uma greve a partir de sexta-feira. O presidente do INEP bloqueou o blog dos servidores, e agora eles prometem abrir a caixa-preta do ENEM”.
03/10/2009 22:04
De: Caio
IP: 201.27.80.252

Deveriam começar tudo de novo, do zero!

Não há outra alternativa. Se houve o roubo de uma prova, o MEC tem por dever reiniciar todo o processo, custe o que custar. Se houve roubo de uma prova, ninguém pode garantir que não houve roubo das outras. Se uma das empresas do consórcio sofreu o mesmo tipo de denúncia no último vestibular da UFBA, estando sob investigação, não há como não fazer o óbvio: uma nova licitação. O ENEM faz parte do vestibular tanto das universidades públicas quanto de muitas privadas. O ENEM é a base para a seleção dos bolsistas do PROUNI. O ENEM envolve o sonho de mais de 4 milhões de jovens brasileiros e sobre ele não pode pairar qualquer suspeita. Que se manifeste o Ministério Público. Que se manifeste o TCU. Que se manifeste o Congresso. Que se manifeste a Imprensa, com exceção da Folha e do Estadão, pois não tem isenção para isso. Que não se manifeste a UNE aparelhada, comprada, sitiada dentro de um prédio recebido de presente para apoiar o governo. O ENEM está sob suspeita. Que recomece do zero e que o MEC seja punido exemplarmente pela incompetência e irresponsabilidade.
.....................................................................................................
Quem garante que a estranhíssima e amadora tentativa da venda da prova roubada não foi apenas "cortina de fumaça"? E que, na verdade, as outras provas que o ministro Haddad afirma que estão prontas também não foram roubadas e, estas sim, comercializadas a peso de ouro? É necessário parar tudo. É necessário que a Polícia Federal coloque toda a sua inteligência a serviço de uma investigação rigorosa e exemplar. Custe o que custar em nome da transparência. Não vai custar mais caro do que o que Lula está torrando para a Rio 2016. Que negócio é este de que o MEC, sob suspeição, pode continuar tomando decisões da noite para o dia, como se nada tivesse acontecido, sem ouvir ninguém?
07/12/2009 10:15
De: francisco
IP: 200.132.6.12

Novo enem

Bom... eu acho que a prova do enem estava muito difícil, com muitas questões e pouquissimo tempo... O que esperar de um instituto desorganizado e despreparado?
 Fizeram tanta ptopaganda que eu pensei que seria realmente mais organizado, mas pelo visto não é bem assim.
 Fizeram a gente de palhaço!!!
 E ainda por cima, colocam uma redação sobre ética, se eles nem tem ética!!!
  Uma total falta de respeito conosco, alunos, que esperávamos mudanças!!
04/10/2009 12:36
De: Maria Lemman
IP: 189.18.115.90

ENEM: O buraco é mais em cima

O que ocorreu com o ENEM é o resultado da soma da arrogância e boçalidade do ministro da Educação, o petista Fernando Haddad, com o aparelhamento do ministério e dos seus órgãos, como é o caso do INEP. Este verdadeiro escândalo da prova vazada começou na própria licitação, mal feita, mal formulada, praticamente dirigida que, para uma tarefa do porte de realizar um exame de seleção envolvendo mais de 4 milhões de candidatos, contratou um consórcio liderado por uma empresa com histórico de fraudes. E mais. Aceitou uma só proposta, como se isto fosse natural, pagando por ela mais de R$ 100 milhões. Agora, para remediar o espetáculo de incompetência, terá que ser decretado um feriado estudantil de dois dias, na segunda quinzena de novembro, para que a prova possa ser realizada sem prejudicar o cronograma dos exames vestibulares. O arrogante e boçal ministro Haddad até pensa em chamar a Força de Segurança Nacional, os Correios e o Banco do Brasil para ajudar na hercúlea tarefa. Ou seja, não sabe o que fazer para consertar tamanha falha. Enquanto isso, 4,1 milhões de jovens aguardam uma solução que envolve o momento mais decisivo das suas vidas. Seja qual for ela, será apenas um remendo, sujeito a todo o tipo de imprevidências. E estará permamentemente sob suspeita.
01/05/2013 16:44
De: DENIS comigo funciona CLARO
IP: 177.114.69.154

VAGAS UNIVERSIDADES ---------

KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
KEROVAGA@HOTMAIL.COM
04/02/2014 22:48
De: MURILO MURILO
IP: 179.148.172.243

VAGASSSS XXXX

VAGAS
NAO PRECISA IR PRA BOLIVIA, PRO PARAGUAI, PRA AREGENTINA SE SENTIR UM PEIXE FORA
D'AGUA
VAGAS NO BRASIL, CONFIRAM....
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS--------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS-------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
NAO PRECISA IR PRA BOLIVIA, PRO PARAGUAI, PRA AREGENTINA SE SENTIR UM PEIXE FORA
D'AGUA
VAGAS NO BRASIL, CONFIRAM....
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS--------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS-------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
NAO PRECISA IR PRA BOLIVIA, PRO PARAGUAI, PRA AREGENTINA SE SENTIR UM PEIXE FORA
D'AGUA
VAGAS NO BRASIL, CONFIRAM....
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS--------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS-------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
NAO PRECISA IR PRA BOLIVIA, PRO PARAGUAI, PRA AREGENTINA SE SENTIR UM PEIXE FORA
D'AGUA
VAGAS NO BRASIL, CONFIRAM....
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS--------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS-------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
NAO PRECISA IR PRA BOLIVIA, PRO PARAGUAI, PRA AREGENTINA SE SENTIR UM PEIXE FORA
D'AGUA
VAGAS NO BRASIL, CONFIRAM....
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS--------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS----------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
VAGAS E DIPLOMAS 100% CONFERIVEIS-------------------------------------DOCGERAL@HOTMAIL.COM
01/02/2010 16:57
De: andre
IP: 187.10.242.201

UM RELATO QUE DENUNCIA QUE O ENEM DE HADDAD É IRRESPONSÁVEL E FONTE DE INJUSTIÇA

Do blog de Reinaldo Azevedo
UM RELATO QUE DENUNCIA QUE O ENEM DE HADDAD É IRRESPONSÁVEL E FONTE DE INJUSTIÇA: O
ALUNO DEPENDE DO ARBÍTRIO DE QUEM CORRIGE A PROVA, NÃO DA SUA COMPETÊNCIA
segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010 | 15:16
Fernando Haddad transformou o Enem numa fonte de injustiça. Por quê? Em vez de critérios objetivos para medir competências, têm-se o caminho aberto para o arbítrio. O relato abaixo, enviado por um professor convidado a corrigir as redações — que têm peso importantíssimo no exame —, dá conta de como as coisas são feitas. O vestibular tradicional pode não ser o melhor meio para selecionar os alunos que ingressam nas universidades mais concorridas, mas há que se admitir: ele  seleciona os que sabem mais. O modelo de Haddad seleciona os que têm mais… sorte! Segue o relato.
Olá, Reinaldo, sou professor de Língua Portuguesa e, por diversos motivos, gostaria de não me identificar. Bom, a questão é a seguinte: no mês de outubro do ano passado recebi o telefonema de uma moça, uma das coordenadoras do ENEM, convidando-me a participar da equipe de correção das redações. Como já havia trabalhado como corretor de alguns vestibulares, e o período de correções coincidisse com o meu período de férias, aceitei o convite.
Assim, fui informado que a partir do final do mês de novembro os professores convidados seriam convocados para um treinamento com a finalidade de ajustar os critérios que seriam utilizados na realização do trabalho. O mês de novembro passou sem que recebêssemos qualquer mensagem da coordenação, que só nos procurou, através de e-mail, em meados de dezembro, para nos enviar a senha de acesso ao sistema que nos disponibilizaria os textos grafados pelos candidatos em versões digitalizadas e um documento de duas páginas explicando como lidar com o sistema e como dar notas aos textos.
O que eu quero mostrar com este relato é que toda a correção das provas de redação de um processo seletivo que se quer norteador, assim como eles dizem, da transformação do Ensino Médio ocorreu de modo apressado, amador e irresponsável, uma vez que só estive com a coordenadora em apenas um momento - encontramo-nos rapidamente para que eu entregasse a comprovação de que eu era de fato um professor de Língua Portuguesa -, o restante do breve contato foi todo realizado por telefone e e-mail.
É importante notar aqui que não houve um processo seletivo capaz de verificar a capacidade de realização do serviço por parte dos selecionados (fui indicado por um amigo e não precisei apresentar nenhuma comprovação de que já havia feito isso antes), não houve um pólo de concentração dos corretores, nem discussões esclarecedoras a respeito dos critérios que deveriam ser aplicados, nem um boletim periódico indicando se o serviço prestado estava de acordo com os critérios estabelecidos, nem ao menos algum tipo de fiscalização a fim de confirmar se as redações estavam sendo de fato corrigidas pelas pessoas inscritas para corrigi-las. O manual de instruções para aplicação das notas é um capítulo à parte que eu não tenho como explicá-lo em função do pouco espaço disponível para este texto.
06/10/2009 21:33
De: c clea
IP: 201.27.82.221

Nova data do Enem coincide com vestibulares; MEC negocia com reitores

MEC (Ministério da Educação) anunciou nesta terça-feira que a nova prova do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) ocorrerá nos dias 5 e 6 de dezembro. A data, no entanto, coincide com o calendário de outros vestibulares do país, incluindo de universidades que irão utilizar a nota do exame para sua seleção, como a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).
A prova, que deveria ter sido aplicada nos dias 3 e 4 deste mês, foi suspensa após o conteúdo das questões vazar. O MEC avaliava remarcar a prova nos dias 28 e 29 de novembro ou 5 e 6 de dezembro, sendo que a nova data foi anunciada pelo ministro Fernando Haddad (Educação) após reunião com outros ministros.
Após o anúncio, o ministro informou que já entrou em contato com os reitores das universidades federais de Juiz de Fora (MG), de Santa Catarina e com a UNB (Universidade de Brasília), cujos vestibulares coincidem com a nova data do Enem. Segundo o ministro, os três reitores aceitaram mudar as datas de seus exames.
O ministério informou ainda que entrará em contato com as demais universidades cujo vestibular terá choque de datas com o Enem.
Algumas universidades cuja data do vestibular coincide com a nova prova do Enem são:
UFSC: realiza provas nos dias 6, 7 e 8 de dezembro.
UNB: os candidatos avaliados pelo PAS (Programa de Avaliação Seriada) fariam a prova nos dias 5 e 6 de dezembro, porém, a entidade informou hoje, por meio de sua assessoria, que a data da prova do PAS foi adiada para os dias 12 e 13 do mesmo mês.
UEL (Universidade Estadual de Londrina): realiza provas nos dias 6 e 7 e 8 (habilidades específicas, segunda fase).
Unesp (Universidade Estadual Paulista): realiza provas de habilidades dos cursos do Instituto de Artes de São Paulo e da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação de Bauru entre os dias 6 a 9 de dezembro.
UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora): primeira etapa do vestibular marcado para o dia 6 de dezembro.
UFC (Universidade Federal do Ceará): segunda etapa do vestibular marcada para ocorrer entre os dias 6 e 7 de dezembro.
Exame
De acordo com Haddad, a partir desta quarta (7), o aluno poderá mudar o local da realização da prova. O horário do exame está mantido, com início às 13h.
O novo Enem será realizado por uma força-tarefa formada pela Fundação Cesgranrio e pelo Cespe, ligado à UnB (Universidade de Brasília), que vão substituir o Connasel, consórcio que havia vencido a licitação para impressão, distribuição e correção do Enem. O ministério anunciou na segunda-feira (5) o rompimento do contrato por conta do vazamento da prova.
Reformulado neste ano, o Enem será a única forma de seleção em parte das 55 universidades federais. O exame é usado por federais também para substituir a primeira fase do vestibular, para compor a nota e nas vagas que sobrarem.
A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) decidiu não utilizar a nota do Enem em seu vestibular. Isso porque o Inep deveria entregar o resultado das notas à universidade até 30 de novembro, o que não será possível devido à nova data do exame.
14/11/2010 13:30
De: MONICA
IP: 200.166.37.162

Falta de competência

Se só os candidatos que tiveram a prova irregular poderá fazer a prova,como fica o caso dos alunos que foram mal orientados pelos fiscais? Se o INEP declara que nenhum candidato ficará prejudicado?
10/06/2011 01:00
De: jorge luis de quana
IP: 189.98.242.238

Preciso de 60mil reais

Preciso de dinheiro urgente, pois devo mais de 60 mil na praça... estou sendo ameaçado e preciso de ajuda... Deus ajudará! minha agencia é 5827-0, conta corrente 24221-7, banco do brasil, jorge luiz de quana. Estou quebrado!
12/12/2009 16:00
De: geo
IP: 200.129.242.5

Número de qestões e espaço para resolução

Quero comentar sobre a qtde de qestões (acho que 35 de cada frente seria o suficiente) pois com esse tanto de qestões vale mais o treino em resolver qestões rapidamente do q a capacidade de raciocinar sobre o q se stá discutindo.
Também qero reclamar da falta de espaço para resolver as qestões de matemática. Tive q procurar espaços de outras qestões...
05/10/2009 07:16
De: joao
IP: 189.18.115.90

MEC, fala sério sobre o ENEM !

Quando o Ministério da Educação - MEC anunciou neste ano, mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM, para este ano, elevaram-se as expectativas de mais de 4 milhões de adolescentes e jovens em todo o país, em obter o passaporte para as melhores universidades públicas e privadas brasileiras. Com esse foco, o ministro da Educação minimizou a preocupação trazida por uma legião de especialistas, sobre os riscos operacionais da logística e da segurança. Deu no que deu: vazamento da prova e frustração dos principais interessados - estudantes e pais - que tentam, a todo custo, acreditar nos governantes e apostar na continuidade dos programas bem sucedidos em Educação.
O cenário para realizar as mudanças, tanto no mês da aplicação (sempre aconteceu em agosto para fugir dos vestibulares do segundo semestre), quantidade de municípios e de dias (agora num final de semana inteiro, sábado e domingo) para a aplicação das provas, escolha dos lugares das provas em bairros distantes e outros municípios distantes dos seus, recesso escolar por causa da gripe suína etc, recomendavam planejamento e competência de gestão.
Não consigo entender as razões que levaram o ministro confiar na própria sorte, quando o único sortudo no seu governo é o atual presidente da República. Ele pode até justificar que o acolhimento dos resultados dos exames por um número maior de universidades públicas, para cursos sempre disputadíssimos e sonhados pelos estudantes, movia a sua mais pura intenção, mas parece que não deu importância ao risco iminente, quando o tempo reduzido para organizar o exame afastou de saída a Fundação Cesgranrio, que foi a vencedora das concorrências anteriores e que sempre realizou o ENEM com sucesso, cedendo essa responsabilidade ao Consórcio Nacional de Avaliação e Seleção - Connasel, sem experiência e tradição para cuidar de todos os detalhes nas 1.829 cidades em que seria aplicado.
Já ouvi dizer que lulopetistas alegam que houve sabotagem política, para prejudicar o governo federal e para sacrificar o projeto de candidatura ao governo de São Paulo pelo ministro Fernando Haddad. Mas ouvi muito pouco sobre as entidades dos estudantes, como a UNE, que pegou leve sobre esse novo fracasso do governo no MEC, defendendo o óbvio: a apuração rápida do vazamento das questões da prova, para afastar a sensação de desconfiança em relação ao ENEM.
Reflito com meus leitores daqui e que me seguem no twitter (www.twitter.com/raulchristiano) , longe de qualquer teoria conspiratória, se o MEC não teria inventado essa história para abortar o reconhecimento nacional dos seus  erros ? Não parece ingênuo tentar vender uma prova a um jornal como O Estado de São Paulo ? E a suspeita inicial à gráfica, com todo esquema de segurança de uma Casa da Moeda, se os pacotes com as provas impressas, que seriam aplicadas neste final de semana, estavam nas salas, cozinhas ou quartos dos coordenadores de aplicação do ENEM desde segunda-feira passada ?
Ou, quem sabe, toda a culpa recaia sobre judeus e adventistas do sétimo dia, pelos resguardos nos finais de semanas ? Fala sério, Brasil !
Seu IP: 54.198.15.20 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)