Intuito de tirar dúvidas de procedimentos judiciais e modelos de documentos juridicos

Tags: duvidas procedimentos judiciais
24/10/2012 21:55
De: heloísa vieira (heloisahcv@yahoo.com.br)
IP: 177.34.228.62

Re: DUVIDA JUDICIAL

No Juizado Especial Cível o juiz decidiu extinguir o processo sem julgamento de mérito, pois firmamos (antes da propositura da ação) acordo extrajudicial de rescisão contratual (locação) no qual ficou
estipulado que o contrato ficava rescindido e quitado (eu tinha medo do contrato ficar aberto, então assinei o papel que me deram para rescindir o contrato).
Eu sei que posso recursar, mas qual seria a linha da minha defesa?!
04/10/2010 10:09
De: Carlos Henrique
IP: 84.222.120.38

Reconhecimento de maternidade

estou com 1 pequeno problema: estou na italia ja a 2 meses e vim para fazer a cidadania italiana, mas eis o problema: minha avo e meu avo nao foram casados; quando foi registrar o meu pai, minha avo nao compareceu, so o meu avo compareceu no cartorio entao pela lei italiana meu pai nao è reconhecido como filho legitimo da minha avo. ate ai tudo bem pq minha avo poderia facilmente reconhecer o meu pai. mas pra piorar minha avo è ja falecida e tambem o meu pai. quero saber se ha algum processo judicial em que essa maternidade possa ser comprovada. porque sem esse reconhecimento de maternidade judicial nao posso dar continuidade a minha cidadania italiana.
por favor respondam assim que possivel, aguardo!
desde ja muito obrigado
04/11/2009 15:16
De: neto
IP: 189.102.158.237

Divida

bom dia, por favor , gostaria de saber se a alguma maneira de transferir uma divida em meu nome para outra pessoa, financiei a 4 anos atrás um carro para meu primo, o mesmo não pagou e agora desempregado com filho de 1 ano e meio não tenho condições de pagar a divida , gostaria de saber se, de alguma maneira poderia transferir essa divida para o nome dele, limpando assim meu nome, já que tambem esta me prejudicando para conseguir um novo emprego, sem mais e agradecendo a atenção, neto
08/01/2010 10:19
De: Antonio Alberto
IP: 189.43.93.151

Pensao alimenticia

  Tenho uma tia que tem tres filhos menores de idade e se separou ha um ano. Foi uma separacao consensual onde o combinado com o ex marido nao foi cumprido. Ela entrou com um processo no forum onde ja foram realizadas duas audiencias de conciliacao pois o pai das criancas somente alegou, sem apresentar provas, que nao tem condicoes de cumprir com o combinado. Na ultima audiencia, mesmo sem pagar pensao ate hoje, o juiz determinou que fossem pagas seis parcelas (uma por mes) no valor de R$500 referentes as dividas que o casal tinha e que o ex marido deixou para ela pagar.
  Resumindo a historia, ele nao paga pensao e esses R$500 mensais ele tambem nao paga, o qual e referente a metade das dividas pendentes que cabiam a ele pagar (a outra parte o juiz decidiu que ficaria por conta da minha tia). Ele possui uma firma com 12 empregados e minha tia ganha salario minimo e seu filho mais novo e portador de TDAH, onde o mesmo necessita de tratamento psicologico e neurologico (faz tratamento ha 4 anos). Minha tia esta desesperada, pois aguarda por uma decisao judicial, coisa que esta demorando a acontecer. Ha algo a ser feito enquanto isso? Ela ja foi despejada, e as criancas mal tem o que comer, sem falar no medicamento que seu filho necessita.
  Desde ja grato, aguardo sua resposta.
14/04/2011 16:02
De: Darcylene
IP: 200.222.91.146

Faculdade

Olá, me formei em agosto/2009, dei entrada no diploma em setembro/2009 e até agora o mesmo não está pronto, sendo que o prazo que a faculdade dá é de um ano. Estou precisando fazer Pós e a declaração só fica pronto em 30 dias, mas não posso esperar todo esse tempo. Será que tem algum meio juducial de conseguir a declaração em um prazo bem menor? Estou me sentindo super lesada.
Grata.
19/10/2013 03:10
De: Jadson Lopes
IP: 200.175.44.237

Nome num site de Jornal

Boa noite
Gostaria de uma informação, ocorre que ao buscar o meu nome no google, tem uma informação em uma matéria num jornal da cidade, (está na internet, pelo jeito a muitos anos, matéria de 2007) difamando a minha pessoa, de que sou ex detento, e ex ladrão de carros.
Isso não é verdade, eu garanto, pois nunca tive problemas com a justiça, nunca fui processado sequer, é
uma calúnia, onde meu nome foi envolvido juntamente com o de outra pessoa, que não tenho nenhum contato.
O que devo fazer, como devo proceder, esta matéria está me trazendo constrangimento, e difamando a minha imagem.
Poderia eu solicitar que um advogado mandasse uma NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL solicitando a retirada desta matéria ?
Ou deveria ingressar com ação de danos morais?
Poderiam me dar uma orientação, do que seria mais rápido para que isto seja reparado.
Garanto, e afirmo, jamais tive qualquer problema com a justiça, é realmente uma calúnia o que mostra a pagina deste jornal, quando faço a busca do meu nome completo no google.
Aguardo orientação, obrigado
03/06/2010 21:28
De: Ewerton Monteiro (ewertonmonteirobass@hotmail.com)
IP: 187.67.184.106

Dúvidas a respeito de herdeiros.

A minha mãe, faleceu em Junho de 2001, e meu pai conheceu uma pessoa no mesmo ano. Meu pai faleceu no dia 31 de Maio de 2009, e a pessoa que ele conheceu, fez uma declaração de união estável, no dia 15 de Abril do mesmo ano. Vamos aos fatos: Meu pai se enternou no dia 10 de Março de 2009 com problemas na próstata (câncer de próstata). No dia da enternação, a companheira dele, ficou com a identidade do meu pai que Ficou 45 dias enternado. Durante esse tempo, os médicos fizeram vários exames, aplicaram vários medicamentos. E meu pai não estava muito bem, digo, não estava totalmente inlúcido, pois inclusive ele ficava treinando a assinatura em algum papel. Eu, meu irmão e a companheira do meu pai, revesávamos para ficar como acompanhante do meu pai, pois o mesmo tinha 73 anos, e nescessitava de acompanhante, além de ele não poder andar, pois já estava bem debilitado. Durante esse período, de 45 dias, os médicos me diziam que iriam dar alta, pois já não tinha muito o que fazer, pois o câncer da próstata já estava bem avançado. O meu pai recebeu alta no dia 15 de Abril, o meu irmão quem o trouxe para casa, e a companheira do meu pai não apareceu nesse dia. Meu pai ficou 45 dias em casa e faleceu no dia 31 de Maio. Estou fazendo o inventário da minha mãe e do meu pai. Quando a defensoria pública me pediu paa arrecadar os documentos para ser aberto o inventário, num deles, estava a Certidão Declaratéoria de União Estável, dizendo que o meu pai morava com a companheira a mais de 8 anos. Pois entendo que ela esteja reenvindicando a pensão. Mas o meu pai não deixou bem nenhum, a única coisa é o apartamento que foi adquirido quando a minha mãe era viva, em 1995. Eu recebi um documento, em que eu, meu irmão e a tal companheira, temos que assinar. São três folhas, a segunda está o nome dos herdeiros, na terceira está o apartamento citado, que é o único bem que meus pais deixaram, e que ainda está em nome da antiga dona, pois meu pai acabara de pagar e um determinado banco, mandou um carnê com mais 72 preatações para o meu pai pagar. Então o mesmo entrou na justiça. Até que fique pronto este processo, ainda vai passar para o nome do meu pai, para depois passar para o meu nome. O meu irmão, renunciou a parte dele com relação a suposta herança. Eis a pergunta: Será que eu terei que dividir com essa senhora uma coisa que foi adquirido pela minha mãe e meu pai?
13/03/2012 13:28
De: Lucas
IP: 189.115.21.201

Furto na Empresa

Bom dia,

minha bike foi furtada nas dependencias da empresa, ja encaminhei o BO com as notas de compra da bicicleta(comprei a bike em 11/11) e peças que foram trocadas para o recursos humanos , onde eles encaminharam para o setor juridico da empresa.
Minha duvida é o seguinte? Qual + ou- o valor que eles irão me ressarcir?

14/03/2012 12:49
De: marcela de moraes (m.moraes1985@hotmail.com)
IP: 200.161.222.229

Acerto de contas

trabalhei um mes em uma empresa e tive q sair por motivo de doença na familia,fiz um acordo com os responsaveis q me prometeram pagamento assim q eu chegasse em minha cidade,ja se passaram mais de dois meses e eles não cumpriram o combinado,gostaria de saber oq devo fazer a respeito?
27/07/2011 01:17
De: clara
IP: 189.118.27.3

Pessoa induzida(laranja).

Há uns 6 anos um homem foi induzido pela familia a" emprestar" o nome pra um mercado, ele assina cheques, e todo movimento de négocio é feito com o nome dele, por não possuir emprego e ser leigo a familia o convenceu de que seria uma boa alternativa,no entanto o "vedadeiro"dono do mercado fez inumeras contas, emprestimos no nome dele e ainda usou de má fé e colocou a esposa dele como avalista de emprestimos ambos sem conhecimento juridico e confiando nesses parentes,foram extremamente prejudicados, pois devem em muitos bancos e não possui se quer uma casa propria.
O gerente de um dos bancos sabia muito bem  que se tratava de emprestimos em nome de laranja e contribuiu com os familiares pra retirada de varios emprestimos no banco em que este trabalha, procurado pela esposa do "laranja" ele a aconselhou ela a  ficar quieta pois ela não teria possibiidade de ganhar a causa pra ter o nome limpo novamente, pois não possui recursos pra pagar um bom advogado, nessa situação não sabemos como agir ,por onde começar, se realmente vale a pena lutar pelo direito, pois ela nunca tirou pra ela mesmo um unico emprestimo, e agora esta juntamente com o marido devendo mais de 70 mil reais .
Seu IP: 18.206.241.26 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)