Tags: deus
09/02/2012 21:22
De: carlos
IP: 189.127.154.5

Re: Salmo 38 - para conseguir emprego

.Preciso encontrar um emprego... estou muito confuso com dificuldades financeiras. Estou doente e mui quebrantando, estou com as minhas forças enfraquecidas, me sentindo solitário e sozinho parece que o mundo desabou sobre a minha cabeça sobre o peso dos meus pecados. Estou precisando que o Senhor JESUS me liberte de todas essas algemas. Estou vivendo com o coração entristecido.
JESUS E MARIA VENHAM ME ENCONTRAR E TRAZER A MINHA FELICIDADE E ALEGRIA DE SORRIR DE VOLTA.
AMÉM...
14/01/2009 18:26
De: Elaine
IP: 189.69.147.58

Salmo 38

1 Javé, não me castigues com tua coléra,não me corrijas com teu furor.
2 Em mim se cravaram tuas flechas, sobre mim abateu-se tua mão.
3 Por causa da tua ira, nada em meu corpo está intacto; nada está inteiro em meus ossos por causa  do meu pecado.
4 Minhas culpas ultrapassaram a minha cabeça e pesam sobre mim como fardo pesado;
5 Minhas chagas estão podres e supurando por causa da minha insensatez;
6 Estou encurvado e encolhido e ando entristecido o dia todo 7 Meus rins ardem de febre, não há nada intacto em meu corpo 8 Estou fraco e completamente esmagado meu coração rosna, eu solto rugidos, 9 Senhor todo o meu desejo está á tua frente, e meu gemido não se esconde de ti.
10 Meu coração palpita, as forças me abandonaram e a luz dos meus olhos já não moram comigo.
11 Amigos e companheiros se afatam da minha praga e meus vizinhos ficam á distância.
12 Os que atentam contra mim preparam armadilhas, os que procuram a minha ruína falam de crimes o dia todo planejando traições.
13 E eu como surdo não escuto, fico mudo e não abro a boca.
14 Sou como alguém que não ouve e não sabe como replicar/
15 É por ti Javé que eu espero! Senho, meu Deus, tu me responderás!
16 Eu peço:"Que não se alegrem á minha custa, não triunfem sobre mim quando tropeço!"
17Sim, já estou a ponto de cair, minha dor está sempre á minha frente.
18 Sim eu confesso a minha culpa, e me assusto com o meu pecado.
19 Meus inimigos mortais são poderosos,são muitos os que me odeiam sem motivo, 20 Os que pagam o bem com o mal e me acusam porque eu procuro o bem.
21 Javé não me abandones! Meu Deus,não fiques longe de mim!
22 Vem socorrer-me depressa, meu Senhor, minha salvação!
13/01/2009 17:10
De: Elaine
IP: 189.69.154.156

Salmo 38 - para conseguir emprego

1 Javé, não me castigues com tua coléra,não me corrijas com teu furor.
2 Em mim se cravaram tuas flechas, sobre mim abateu-se tua mão.
3 Por causa da tua ira, nada em meu corpo está intacto; nada está inteiro em meus ossos por causa  do meu pecado.
4 Minhas culpas ultrapassaram a minha cabeça e pesam sobre mim como fardo pesado;
5 Minhas chagas estão podres e supurando por causa da minha insensatez;
6 Estou encurvado e encolhido e ando entristecido o dia todo 7 Meus rins ardem de febre, não há nada intacto em meu corpo 8 Estou fraco e completamente esmagado meu coração rosna, eu solto rugidos, 9 Senhor todo o meu desejo está á tua frente, e meu gemido não se esconde de ti.
10 Meu coração palpita, as forças me abandonaram e a luz dos meus olhos já não moram comigo.
11 Amigos e companheiros se afatam da minha praga e meus vizinhos ficam á distância.
12 Os que atentam contra mim preparam armadilhas, os que procuram a minha ruína falam de crimes o dia todo planejando traições.
13 E eu como surdo não escuto, fico mudo e não abro a boca.
14 Sou como alguém que não ouve e não sabe como replicar/
15 É por ti Javé que eu espero! Senho, meu Deus, tu me responderás!
16 Eu peço:"Que não se alegrem á minha custa, não triunfem sobre mim quando tropeço!"
17Sim, já estou a ponto de cair, minha dor está sempre á minha frente.
18 Sim eu confesso a minha culpa, e me assusto com o meu pecado.
19 Meus inimigos mortais são poderosos,são muitos os que me odeiam sem motivo, 20 Os que pagam o bem com o mal e me acusam porque eu procuro o bem.
21 Javé não me abandones! Meu Deus,não fiques longe de mim!
22 Vem socorrer-me depressa, meu Senhor, minha salvação!
16/01/2009 22:45
De: elaine
IP: 189.69.144.70

Salmo 38

1 Javé, não me castigues com tua coléra,não me corrijas com teu furor.
2 Em mim se cravaram tuas flechas, sobre mim abateu-se tua mão.
3 Por causa da tua ira, nada em meu corpo está intacto; nada está inteiro em meus ossos por causa  do meu pecado.
4 Minhas culpas ultrapassaram a minha cabeça e pesam sobre mim como fardo pesado;
5 Minhas chagas estão podres e supurando por causa da minha insensatez;
6 Estou encurvado e encolhido e ando entristecido o dia todo 7 Meus rins ardem de febre, não há nada intacto em meu corpo 8 Estou fraco e completamente esmagado meu coração rosna, eu solto rugidos, 9 Senhor todo o meu desejo está á tua frente, e meu gemido não se esconde de ti.
10 Meu coração palpita, as forças me abandonaram e a luz dos meus olhos já não moram comigo.
11 Amigos e companheiros se afatam da minha praga e meus vizinhos ficam á distância.
12 Os que atentam contra mim preparam armadilhas, os que procuram a minha ruína falam de crimes o dia todo planejando traições.
13 E eu como surdo não escuto, fico mudo e não abro a boca.
14 Sou como alguém que não ouve e não sabe como replicar/
15 É por ti Javé que eu espero! Senho, meu Deus, tu me responderás!
16 Eu peço:"Que não se alegrem á minha custa, não triunfem sobre mim quando tropeço!"
17Sim, já estou a ponto de cair, minha dor está sempre á minha frente.
18 Sim eu confesso a minha culpa, e me assusto com o meu pecado.
19 Meus inimigos mortais são poderosos,são muitos os que me odeiam sem motivo, 20 Os que pagam o bem com o mal e me acusam porque eu procuro o bem.
21 Javé não me abandones! Meu Deus,não fiques longe de mim!
22 Vem socorrer-me depressa, meu Senhor, minha salvação!
20/01/2009 20:58
De: Elaine
IP: 189.69.157.139

Salmo 38

1 Javé, não me castigues com tua coléra,não me corrijas com teu furor.
2 Em mim se cravaram tuas flechas, sobre mim abateu-se tua mão.
3 Por causa da tua ira, nada em meu corpo está intacto; nada está inteiro em meus ossos por causa  do meu pecado.
4 Minhas culpas ultrapassaram a minha cabeça e pesam sobre mim como fardo pesado;
5 Minhas chagas estão podres e supurando por causa da minha insensatez;
6 Estou encurvado e encolhido e ando entristecido o dia todo 7 Meus rins ardem de febre, não há nada intacto em meu corpo 8 Estou fraco e completamente esmagado meu coração rosna, eu solto rugidos, 9 Senhor todo o meu desejo está á tua frente, e meu gemido não se esconde de ti.
10 Meu coração palpita, as forças me abandonaram e a luz dos meus olhos já não moram comigo.
11 Amigos e companheiros se afatam da minha praga e meus vizinhos ficam á distância.
12 Os que atentam contra mim preparam armadilhas, os que procuram a minha ruína falam de crimes o dia todo planejando traições.
13 E eu como surdo não escuto, fico mudo e não abro a boca.
14 Sou como alguém que não ouve e não sabe como replicar/
15 É por ti Javé que eu espero! Senho, meu Deus, tu me responderás!
16 Eu peço:"Que não se alegrem á minha custa, não triunfem sobre mim quando tropeço!"
17Sim, já estou a ponto de cair, minha dor está sempre á minha frente.
18 Sim eu confesso a minha culpa, e me assusto com o meu pecado.
19 Meus inimigos mortais são poderosos,são muitos os que me odeiam sem motivo, 20 Os que pagam o bem com o mal e me acusam porque eu procuro o bem.
21 Javé não me abandones! Meu Deus,não fiques longe de mim!
22 Vem socorrer-me depressa, meu Senhor, minha salvação!
16/01/2009 10:18
De: Elaine
IP: 189.69.148.111

Salmo 38

1 Javé, não me castigues com tua coléra,não me corrijas com teu furor.
2 Em mim se cravaram tuas flechas, sobre mim abateu-se tua mão.
3 Por causa da tua ira, nada em meu corpo está intacto; nada está inteiro em meus ossos por causa  do meu pecado.
4 Minhas culpas ultrapassaram a minha cabeça e pesam sobre mim como fardo pesado;
5 Minhas chagas estão podres e supurando por causa da minha insensatez;
6 Estou encurvado e encolhido e ando entristecido o dia todo 7 Meus rins ardem de febre, não há nada intacto em meu corpo 8 Estou fraco e completamente esmagado meu coração rosna, eu solto rugidos, 9 Senhor todo o meu desejo está á tua frente, e meu gemido não se esconde de ti.
10 Meu coração palpita, as forças me abandonaram e a luz dos meus olhos já não moram comigo.
11 Amigos e companheiros se afatam da minha praga e meus vizinhos ficam á distância.
12 Os que atentam contra mim preparam armadilhas, os que procuram a minha ruína falam de crimes o dia todo planejando traições.
13 E eu como surdo não escuto, fico mudo e não abro a boca.
14 Sou como alguém que não ouve e não sabe como replicar/
15 É por ti Javé que eu espero! Senho, meu Deus, tu me responderás!
16 Eu peço:"Que não se alegrem á minha custa, não triunfem sobre mim quando tropeço!"
17Sim, já estou a ponto de cair, minha dor está sempre á minha frente.
18 Sim eu confesso a minha culpa, e me assusto com o meu pecado.
19 Meus inimigos mortais são poderosos,são muitos os que me odeiam sem motivo, 20 Os que pagam o bem com o mal e me acusam porque eu procuro o bem.
21 Javé não me abandones! Meu Deus,não fiques longe de mim!
22 Vem socorrer-me depressa, meu Senhor, minha salvação!
Seu IP: 52.201.244.140 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)