Software destinado a monitorar e interceptar conversas telefônicas móvel. Funcionamento acoplado com um hardware ou radio scanner com saída USB (Mod. no manual). O micro a de estar na versão XP, mínimo 256MB. HD: ( Suficiente para armazenamento de áudio). O Software acompanha: SCANNER VIRTUAL GEOLOCALIZADOR DA ERB ( Estação Radio Base ) + FILTRO DSP ( Decodificador de áudio criptogrado ) para sistema TDMA, CDMA, GSM, AMSP, ETC.. TENHA MAIS SUCESSO EM SUAS INVESTIGAÇÕES !!! VALOR R$580,00 CD Acompanha: SCANNER VIRTUAL LOCALIZADOR DA ERB FILTRO DSP DECODIFICADOR DE SINAIS CRIPTOGRAFADO. MANUAL EM INGLES + TUTORIAL DE INSTALAÇAO E USO EM PORTUGES OBS. NÃO ACOMPANHA COMPUTADOR Contato: e-mail: pinheiroconsultoria@clickrede.com.br

Tags: celular escuta grampo
10/11/2010 13:04
De: aninhagsm
IP: 189.27.207.37

Re: Re: Re: COMO INTERCEPTAR LIGAÇÕES DE APARELHOS CELULARES

QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
QUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDEQUERO CHUPAR UM CARALHO BEM GRANDE
16/04/2013 11:08
De:
IP: 177.156.142.212

Independencia

Reações ao processo de Independência
Em algumas províncias do Norte e Nordeste do Brasil, militares e políticos, ligados a Portugal, não queriam reconhecer o novo governo de D. Pedro I. Nestas regiões ocorreram muitos protestos e reações políticas. Nas províncias do Grão-Pará, Maranhão, Piauí e Bahia ocorreram conflitos armados entre tropas locais e oficiais.
Constituição de 1824
Em 1823, durante a elaboração da primeira Constituição brasileira, os políticos tentaram limitar os poderes do imperador. Foi uma reação política a forma autoritária de governar do imperador. Neste mesmo ano, o imperador, insatisfeito com a Assembléia Constituinte, ordenou que as forças armadas fechassem a Assembléia. Alguns deputados foram presos.
D.Pedro I escolheu dez pessoas de sua confiança para elaborar a nova Constituição. Esta foi outorgada em 25 de março de 1824 e apresentou todos os interesses autoritários do imperador. Além de definir os três poderes (legislativo, executivo e judiciário), criou o poder Moderador, exclusivo do imperador, que lhe concedia diversos poderes políticos.
A Constituição de 1824 também definiu leis para o processo eleitoral no país. De acordo com ela, só
poderiam votar os grandes proprietários de terras, do sexo masculino e com mais de 25 anos. Para ser candidato também era necessário comprovar alta renda (400.000 réis por ano para deputado federal e 800.000 réis para senador).
Guerra da Cisplatina
Este foi outro fato que contribuiu para aumentar o descontentamento e a oposição ao governo de D.Pedro I. Entre 1825 e 1828, o Brasil se envolveu na Guerra da Cisplatina, conflito pelo qual esta província brasileira (atual Uruguai) reivindicava a independência. A guerra gerou muitas mortes e gastos financeiros para o império. Derrotado, o Brasil teve que reconhecer a independência da Cisplatina que passou a se chamar República Oriental do Uruguai.
Confederação do Equador
As províncias de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará formaram, em 1824 a Confederação do Equador. Era a tentativa de criar um estado independente e autônomo do governo central. A insatisfação popular com as condições sociais do país e o descontentamento político da classe média e fazendeiros da região com o autoritarismo de D.Pedro I foram as principais causas deste movimento.
Em 1824, Manuel de Carvalho Pais de Andrade tornou-se líder do movimento separatista e declarou guerra ao governo imperial.
O governo central reagiu rapidamente e com todos as forças contra as províncias separatistas. Muitos revoltosos foram presos, sendo que dezenove foram condenados a morte. A confederação foi desfeita, porém a insatisfação com o governo de D.Pedro I só aumentou.
Desgaste e crise do governo de D.Pedro I
Nove anos após a Independência do Brasil, a governo de D.Pedro I estava extremamente desgastado.
O descontentamento popular com a situação social do país era grande. O autoritarismo do imperador deixava grande parte da elite política descontente. A derrota na Guerra da Cisplatina só gerou prejuízos financeiros e sofrimento para as famílias dos soldados mortos. Além disso, as revoltas e movimentos sociais de oposição foram desgastando, aos poucos, o governo imperial.
Outro fato que pesou contra o imperador foi o assassinato do jornalista Libero Badaró. Forte crítico do governo imperial, Badaró foi assassinado no final de 1830. A polícia não encontrou o assassino, porém a desconfiança popular caiu sobre homens ligados ao governo imperial.
Em março de 1831, após retornar de Minas Gerais, D.Pedro I foi recebido no Rio de Janeiro com atos de protestos de opositores. Alguns mais exaltados chegaram a jogar garrafas no imperador, conflito que ficou conhecido como “A Noite das Garrafadas”. Os comerciantes portugueses, que apoiavam D.Pedro I entraram em conflitos de rua com os opositores.
Abdicação
Sentindo a forte oposição ao seu governo e o crescente descontentamento popular, D.Pedro percebeu que não tinha mais autoridade e forças políticas para se manter no poder.
Em 7 de abril de 1831, D.Pedro I abdicou em favor de seu filho Pedro de Alcântara, então com apenas 5 anos de idade. Logo ao deixar o poder viajou para a Europa....
05/04/2013 15:39
De: willian
IP: 200.96.106.140

Ghandi

Líder pacifista indiano (1869-1948). Principal personalidade da independência da Índia, seu nome verdadeiro é Mohandas Karamchand Gandhi. Mahatma significa “grande alma”. Forma-se em Direito em Londres e, em 1891, volta à Índia para praticar advocacia. Dois anos depois, vai para a África do Sul, também colônia britânica, onde inicia um movimento pacifista, lutando pelos direitos dos hindus. Volta à
Índia em 1914 e difunde seu movimento, cujo método principal é a resistência passiva . Nega a
colaboração com o domínio britânico e prega a não-violência como forma de luta. Em 1922 organiza uma greve contra o aumento de impostos, na qual uma multidão queima um posto policial. Detido, declara-se culpado e é condenado a seis anos, mas sai da prisão em 1924. Em 1930, lidera a marcha para o mar, quando milhares de pessoas andam mais de 320 quilômetros a pé para protestar contra os impostos britânicos sobre o sal. Em 1947, é proclamada a independência da Índia. Gandhi tenta evitar a luta entre hindus e muçulmanos, que estabelecem um Estado separado, o Paquistão. Aceita a divisão do país e atrai o ódio dos nacionalistas hindus. Um deles o mata a tiros no ano seguinte. Em janeiro de 1996, parte das cinzas de Mahatma Gandhi é lançada no Rio Ganges, na cidade de Allahabad, local sagrado para os hinduístas. A cerimônia acontece no 49º aniversário de morte do líder pacifista.
06/07/2010 18:34
De: grampocelular (grampocelular@hotmail.com)
IP: 189.74.195.25

Re: Software para interceptar celulares

boa noite prezado, o promitente vendedoe lhe avisou que tem limite de distancia a antena dele? que a escuta pega coim muitos ruidos? se quiseres realemnte fazer o serviço de grampo celular entre em contato pelo email grampo celular@hotmail.com.
07/09/2012 13:50
De: gerson
IP: 187.5.233.65

Nova era

Reações ao processo de Independência
Em algumas províncias do Norte e Nordeste do Brasil, militares e políticos, ligados a Portugal, não queriam reconhecer o novo governo de D. Pedro I. Nestas regiões ocorreram muitos protestos e reações políticas. Nas províncias do Grão-Pará, Maranhão, Piauí e Bahia ocorreram conflitos armados entre tropas locais e oficiais.
Constituição de 1824
Em 1823, durante a elaboração da primeira Constituição brasileira, os políticos tentaram limitar os poderes do imperador. Foi uma reação política a forma autoritária de governar do imperador. Neste mesmo ano, o imperador, insatisfeito com a Assembléia Constituinte, ordenou que as forças armadas fechassem a Assembléia. Alguns deputados foram presos.
D.Pedro I escolheu dez pessoas de sua confiança para elaborar a nova Constituição. Esta foi outorgada em 25 de março de 1824 e apresentou todos os interesses autoritários do imperador. Além de definir os três poderes (legislativo, executivo e judiciário), criou o poder Moderador, exclusivo do imperador, que lhe concedia diversos poderes políticos.
A Constituição de 1824 também definiu leis para o processo eleitoral no país. De acordo com ela, só
poderiam votar os grandes proprietários de terras, do sexo masculino e com mais de 25 anos. Para ser candidato também era necessário comprovar alta renda (400.000 réis por ano para deputado federal e 800.000 réis para senador).
Guerra da Cisplatina
Este foi outro fato que contribuiu para aumentar o descontentamento e a oposição ao governo de D.Pedro I. Entre 1825 e 1828, o Brasil se envolveu na Guerra da Cisplatina, conflito pelo qual esta província brasileira (atual Uruguai) reivindicava a independência. A guerra gerou muitas mortes e gastos financeiros para o império. Derrotado, o Brasil teve que reconhecer a independência da Cisplatina que passou a se chamar República Oriental do Uruguai.
Confederação do Equador
As províncias de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará formaram, em 1824 a Confederação do Equador. Era a tentativa de criar um estado independente e autônomo do governo central. A insatisfação popular com as condições sociais do país e o descontentamento político da classe média e fazendeiros da região com o autoritarismo de D.Pedro I foram as principais causas deste movimento.
Em 1824, Manuel de Carvalho Pais de Andrade tornou-se líder do movimento separatista e declarou guerra ao governo imperial.
O governo central reagiu rapidamente e com todos as forças contra as províncias separatistas. Muitos revoltosos foram presos, sendo que dezenove foram condenados a morte. A confederação foi desfeita, porém a insatisfação com o governo de D.Pedro I só aumentou.
Desgaste e crise do governo de D.Pedro I
Nove anos após a Independência do Brasil, a governo de D.Pedro I estava extremamente desgastado.
O descontentamento popular com a situação social do país era grande. O autoritarismo do imperador deixava grande parte da elite política descontente. A derrota na Guerra da Cisplatina só gerou prejuízos financeiros e sofrimento para as famílias dos soldados mortos. Além disso, as revoltas e movimentos sociais de oposição foram desgastando, aos poucos, o governo imperial.
Outro fato que pesou contra o imperador foi o assassinato do jornalista Libero Badaró. Forte crítico do governo imperial, Badaró foi assassinado no final de 1830. A polícia não encontrou o assassino, porém a desconfiança popular caiu sobre homens ligados ao governo imperial.
Em março de 1831, após retornar de Minas Gerais, D.Pedro I foi recebido no Rio de Janeiro com atos de protestos de opositores. Alguns mais exaltados chegaram a jogar garrafas no imperador, conflito que ficou conhecido como “A Noite das Garrafadas”. Os comerciantes portugueses, que apoiavam D.Pedro I entraram em conflitos de rua com os opositores.
Abdicação
Sentindo a forte oposição ao seu governo e o crescente descontentamento popular, D.Pedro percebeu que não tinha mais autoridade e forças políticas para se manter no poder.
Em 7 de abril de 1831, D.Pedro I abdicou em favor de seu filho Pedro de Alcântara, então com apenas 5 anos de idade. Logo ao deixar o poder viajou para a Europa.
22/05/2012 15:02
De: junior
IP: 189.74.215.111

Ana rita

O SHOPTIME É UMA EMPRESA DE VENDAS VIRTUAIS DESONESTA E NADA PROFISSIONAL. ISSO É
CASO DE POLÍCIA.
.
BOM, JÁ ENVIEI VÁRIOS E-MAILS E FIZ VÁRIOS TELEFONEMAS PARA O SHOPTIME, MAS A ÚNICA
RESPOSTA QUE ME DÃO, É QUE "A TRANSPORTADORA AINDA NÃO DEVOLVEU O PRODUTO À ELES"
FIZ UMA COMPRA EM 14/09/11, PAGUEI EM DINHEIRO VIA BOLETO BANCÁRIO E DAÍ EM DIANTE, SÓ
TIVE ABORRECIMENTOS. 8 DIAS DEPOIS DO PRAZO INFORMADO PARA ENTREGA, COMO A
MERCADORIA NÃO CHEGOU, ENTREI NO SITE E TIVE UMA GRANDE SURPRESA; O SHOPTIME, HAVIA
CANCELADO MINHA COMPRA. MANDEI VARIOS E-MAILS E SO RECEBIA RESPOSTAS AUTOMÁTICAS.
ENTÃO, RESOLVI LIGAR E UM ATENDENTE ME INFORMOU, QUE HAVIA TIDO UM ERRO NO SISTEMA
DELES. DEPOIS DE MUITAS RECLAMAÇÕES E DESPESAS COM LIGAÇÕES TELEFÔNICAS(ONDE VOCÊ
FICA MAIS DE 15 MIN ESPERANDO SER ATENDIDO), NO DIA 07/10/11, OU SEJA, 21 DIAS DEPOIS, RECEBI UM EMAIL DO DEPARTAMENTO FINANCEIRO DELES,INFORMANDO QUE MEU PAGAMENTO HAVIA
SIDO IDENTIFICADO E QUE ME MANDARIAM A MERCADORIA. FIQUEI ESPERANDO. NO DIA 13/10/11, RECEBI UM NOVO E-MAIL, INFORMANDO QUE MINHA BATEDEIRA, CHEGARIA ATÉ O DIA 18/10/11.
QUAL FOI MINHA NOVA SUPRESA? RECEBI UM NOVO E-MAIL, INFORMANDO QUE O COMPRADOR NÃO
FOI RECONHECIDO NO LOCAL DE ENTREGA. MENTIRA, PQ SOU DONA DE CASA, NÃO TRABALHO FORA
E RARAMENTE SAIO, E COM CERTEZA, ENTRE OS DIAS 13/10 E 18/10/11, NÃO SAÍ, AINDA MAIS COM
TRES TENTATIVAS DE ENTREGA, COMO ELES ALEGAM. IMPOSSÍVEL A MERCAODRIA TER SAÍDO DE LÁ
NO DIA 13/10/11 E COM 5 DIAS TER CHEGADO À MINHA CASA, TEREM TENTADO ENTREGAR 3 VEZES
E NO DIA 18/10/11, JÁ ESTAR RETORNANDO PARA O ESTOQUE DELES. POIS BEM, ME FOI INFORMADO
UM NOVO PRAZO PARA REENVIO DA MERCADORIA(28/10/11), PQ, SEGUNDO O SHOPTIME, LEVA 10
DIAS PARA A TRANSPORTADORA RETORNAR. ENTREI EM CONTATO COM A OUVIDORIA DA
EMPRESA(JULIANA DA MATA), E A MESMA ME RETORNOU POR EMAIL, PROMETENDO PRIORIDADE À
MINHA SOLICITAÇÃO(O QUE JAMAIS OCORREU ATÉ AGORA). MEU ULTIMO CONTATO VIA FONE, FOI
DIA 11/11/11, E A TAL JULIANA, ME DISSE QUE NÃO TINHA NENHUMA RESPOSTA PARA MIM E QUE O
PRODUTO AINDA NÃO HAVIA RETORNADO AO ESTOQUE DELES. ISSO É UM ABSURRRRRDO. ESTÁ
COMPLETANDO NESSA DATA(14/11/11), 2(DOIS MESES) QUE COMPREI E ELES SIMPLESMENTE NÃO ME
DÃO UMA SATISFAÇÃO CONCRETA E SO ME FALAM A MESMA COISA. PARECEM UNS ROBOS
PROGRAMADOS.LAMENTÁVEL TUDO ISSO, PQ SEMPRE ADMIREI A EMPRESA, MAS PERCEBI QUE, NÃO
SÃO SÉRIOS E MUITO MENOS PROFISSIONAIS QUANDO SE TRATA DE ATENDER OS DIREITOS DO
CONSUMIDOR. VAMOS VER SE EU RECLAMANDO AQUI, ESSA EMPRESA TOMA TENÊNCIA E ME MANDE
O QUE É MEU POR DIREITO. O QUE JÁ GASTEI COM LIGAÇÕES E COM OM PREJUIZO PELA FALTA DO
PRODUTO, NEM VOU COMENTAR. NO DIA QUE FIZ A COMPRA, OUTROS SITES DE VENDAS VIRTUAIS, ESTAVAM ANUNCIANDO GRANDES PROMOÇOES E OPTEI PELO SHOPTIME, PORTANTO, NÃO QUERO
MEU DINHEIRO DE VOLTA, PQ PERDI AS OUTRAS PROMOÇÕES. QUERO O PRODUTO INTEIRO, SEM
DEFEITOS, NOVO, E O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL. O MÍNIMO QUE ESSA EMPRESA, CASO FOSSE SÉRIA
DEVERIA FAZER, É ENTRAR EM CONTATO COM CLIENTE E OFERECER UM PRODUTO IGUAL OU
SUPERIOR.
LI EM VÁRIOS SITES DE DENÚNCIAS, ALGUNS COMENTÁRIOS, DE QUE O SHOPTIME, VENDE MAIS DO
QUE TEM NO ESTOQUE(OVERBOOK), UM ADVOGADO AMIGO MEU, CHEGOU A COMENTAR ISSO
COMIGO QUANDO O CONSULTEI. SE FOR MESMO VERDADE ESSA PRÁTICA, É CASO ATÉ DE POLÍCIA.
OUTRA COISA, ESSAS EMPRESAS DE VENDAS VIRTUAIS, DEVERIAM SER OBRIGADAS A TEREM UM
ESPAÇO ONDE TODOS OS CONSUMIDORES PUDESSEM FAZER SUAS RECLAMAÇÕES E SUAS
RESPECTIVAS AVALIAÇÕES, PARA QUE TODOS ANTES DE COMPRAR, TIVESSEM ACESSO ÀS MESMAS
E AS EMPRESAS NÃO DEVERIAM TER O DIREITO DE EDITÁ-LAS OU APROVAR OS COMENTÁRIOS OU
APAGÁ-LOS. DEVERIAM CAIR DIRETO NA PAGINA DA EMPRESA PARA VISUALIZAÇÃO IMEDIATA DO
CLIENTE, QUANDO ENVIADO.
VI VÁRIAS DENÚNCIAS CONTRA O SHOPTIME. TEM UM SITE(*RECLAMEAQUI.COM.BR E *
BLOGDOCURY.COM.BR). QUE ESTÃO LOTADOS DE QUEIXAS E DENÚNCIAS. NÃO É POSSÍVEL QUE
NENHUMA ATITUTE SERÁ TOMADA CONTRA EMPRESAS ASSIM. ISSO NOS ADOECE E NOS DEIXA
HUMILHADOS, NOS SENTINDO IMPOTENTES, PQ O CONSUMIDOR FICA DE MÃOS ATADAS E SEM TER
ONDE RECORRER. VI VÁRIAS DENÚNCIAS TAMBÉM, CONTRA A TRANSPORTADORA DE ENTREGA DOS
PRODUTOS SHOPTIME E DE OUTROS SITES DE VENDAS. GENTE, ISSO ESTÁ ATÉ PARECENDO
FORMAÇÃO DE QUADRILHA. ALGUMA PROVIDÊNCIA URGENTE TEM DE SER TOMADA
ATT
ANA RITA
PS 2 _ ALESSANDRA, ACABEI DE ENVIAR ESSE E-MAIL PARA O ENDEREÇO QUE VOCÊ PUBLICOU AÍ.
OBRIGADA PELA DICA
04/02/2011 02:15
De: luanapirelli
IP: 189.30.226.201

Pinheiro estelionatario

amigo(a) eu sei que neste momento voce pagaria muito caro para saber se alguem esta te enganando te traindo abusando ou te roubando ,mas vou lhe fazer um favor de graça te digo, esta pessoa o pinheiro (acessoria pinheiro, pinheiro777@gmail.com que esta oferecendo este produto vai fazer tudo isso com voce ele e um 171, ainda usa nomes de varios laranjas, da telefone para contato do RS, Sc e parana, mas pelo visto ele é dfe MG, quer dizer um estelionatario este material nao funciona,. se quer saber algo importante procure um profissional na area investigaçao particular ,mas nao de dinheiro para este vagabundo ladrao .(o material que voce esta procurando se chama malete de escuta e interptaçao telefonica e custa no minimo 90 mil reais e so pode ser vendida para agencia viiculadas ao governo como E.B PM,PC,PF ETC) OK voce nao me deve nada por esta informaçao, obrigado.
19/09/2012 14:55
De: maria
IP: 189.74.244.228

Badaró

Reações ao processo de Independência
Em algumas províncias do Norte e Nordeste do Brasil, militares e políticos, ligados a Portugal, não queriam reconhecer o novo governo de D. Pedro I. Nestas regiões ocorreram muitos protestos e reações políticas. Nas províncias do Grão-Pará, Maranhão, Piauí e Bahia ocorreram conflitos armados entre tropas locais e oficiais.
Constituição de 1824
Em 1823, durante a elaboração da primeira Constituição brasileira, os políticos tentaram limitar os poderes do imperador. Foi uma reação política a forma autoritária de governar do imperador. Neste mesmo ano, o imperador, insatisfeito com a Assembléia Constituinte, ordenou que as forças armadas fechassem a Assembléia. Alguns deputados foram presos.
D.Pedro I escolheu dez pessoas de sua confiança para elaborar a nova Constituição. Esta foi outorgada em 25 de março de 1824 e apresentou todos os interesses autoritários do imperador. Além de definir os três poderes (legislativo, executivo e judiciário), criou o poder Moderador, exclusivo do imperador, que lhe concedia diversos poderes políticos.
A Constituição de 1824 também definiu leis para o processo eleitoral no país. De acordo com ela, só
poderiam votar os grandes proprietários de terras, do sexo masculino e com mais de 25 anos. Para ser candidato também era necessário comprovar alta renda (400.000 réis por ano para deputado federal e 800.000 réis para senador).
Guerra da Cisplatina
Este foi outro fato que contribuiu para aumentar o descontentamento e a oposição ao governo de D.Pedro I. Entre 1825 e 1828, o Brasil se envolveu na Guerra da Cisplatina, conflito pelo qual esta província brasileira (atual Uruguai) reivindicava a independência. A guerra gerou muitas mortes e gastos financeiros para o império. Derrotado, o Brasil teve que reconhecer a independência da Cisplatina que passou a se chamar República Oriental do Uruguai.
Confederação do Equador
As províncias de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará formaram, em 1824 a Confederação do Equador. Era a tentativa de criar um estado independente e autônomo do governo central. A insatisfação popular com as condições sociais do país e o descontentamento político da classe média e fazendeiros da região com o autoritarismo de D.Pedro I foram as principais causas deste movimento.
Em 1824, Manuel de Carvalho Pais de Andrade tornou-se líder do movimento separatista e declarou guerra ao governo imperial.
O governo central reagiu rapidamente e com todos as forças contra as províncias separatistas. Muitos revoltosos foram presos, sendo que dezenove foram condenados a morte. A confederação foi desfeita, porém a insatisfação com o governo de D.Pedro I só aumentou.
Desgaste e crise do governo de D.Pedro I
Nove anos após a Independência do Brasil, a governo de D.Pedro I estava extremamente desgastado.
O descontentamento popular com a situação social do país era grande. O autoritarismo do imperador deixava grande parte da elite política descontente. A derrota na Guerra da Cisplatina só gerou prejuízos financeiros e sofrimento para as famílias dos soldados mortos. Além disso, as revoltas e movimentos sociais de oposição foram desgastando, aos poucos, o governo imperial.
Outro fato que pesou contra o imperador foi o assassinato do jornalista Libero Badaró. Forte crítico do governo imperial, Badaró foi assassinado no final de 1830. A polícia não encontrou o assassino, porém a desconfiança popular caiu sobre homens ligados ao governo imperial.
Em março de 1831, após retornar de Minas Gerais, D.Pedro I foi recebido no Rio de Janeiro com atos de protestos de opositores. Alguns mais exaltados chegaram a jogar garrafas no imperador, conflito que ficou conhecido como “A Noite das Garrafadas”. Os comerciantes portugueses, que apoiavam D.Pedro I entraram em conflitos de rua com os opositores. ....
Abdicação
Sentindo a forte oposição ao seu governo e o crescente descontentamento popular, D.Pedro percebeu que não tinha mais autoridade e forças políticas para se manter no poder.
Em 7 de abril de 1831, D.Pedro I abdicou em favor de seu filho Pedro de Alcântara, então com apenas 5 anos de idade. Logo ao deixar o poder viajou para a Europa.
17/11/2011 09:41
De: marcia shariff
IP: 189.74.215.175

Biografia

Formação e atividades principais  D excelentissi,o Dr CRISTIANO VAZ GARCIA- Iniciou o estudo de humanidades em sua cidade natal, transferindo-se depois para o Rio de Janeiro, onde concluiu o curso preparatório e ingressou na Faculdade de Direito. Bacharelou-se em  pela Faculdade Livre de Direito do Rio de Janeiro. Exerceu a advocacia no Distrito Federal - RJ; Promotor de 1ª entrância da 11ª Circunscrição Judiciária Militar, no Rio Grande do Sul, nomeado em dezembro de , nesse cargo atuou até novembro de , quando se tornou Consultor Jurídico do Gabinete do Ministro da Guerra; Promotor de 2ª entrância; Curador de Órfãos da Justiça do Distrito Federal a partir de fevereiro de ; em , foi nomeado Procurador-Geral da Justiça Militar, cargo que ocupou até ; atuou como Promotor no processo contra os envolvidos no levante da Aliança Nacional Libertadora em novembro de ; integrou a comissão redatora do Código de Justiça Militar aprovado em dezembro de ; entre 1976 a 1980, dirigiu o contencioso da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro; presidiu a Associação dos Magistrados Brasileiros.  muito boa esta biografia
Seu IP: 54.198.52.82 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)