Discussões sobre Filosofia, Religião, Ateísmo, Agnosticismo, Política, Literatura, Ecologia, Internet e Atualidades.

Tags: internet religiao ecologia deus literatura politica filosofia atualidades meio-ambiente ceticismo
20/04/2008 02:58
De: ivosgreis
IP: 200.140.151.109

Marketing Religioso em outras religiões que não as evangélicas

Carlos Eduardo:
Tentando responder a algumas de suas dúvidas, informo, com certeza, que não são apenas as igrejas evangélicas que praticam o chamado "marketing religioso". Os católicos o praticam, as Testemunhas de Jeová, os mormons... enfim, quase todos, em maior ou menor grau, o estão praticando. Mas os evangélicos pentecostais (como os das Assembléias de Deus) e os neopentecostais (principalmente, a IURD) são os campeões.
Como disse, livros específicos demonstrando como isso funciona são raríssimos, por motivos óbvios. De qualquer forma posso citar um que, apesar de não específico, pode acrescentar um pouco de luz sobre o assunto. O problema é encontrá-lo porque esgotou-se (o Edir Macedo depois de retirá-los das livrarias por processo judicial, quando enfim perdeu, deve ter comprado todos). O livro chama-se NOS BASTIDORES DO REINO - A VIDA SECRETA NA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS, de Mario Justino, um ex-pastor da IURD que, expulso e sentindo-se injustiçado, resolveu contar tudo. A única maneira de talvez você encontrar este livro seja em "sebos" (o meu, comprei também nu sebo). Esse livro possui várias passagens falando como a coisa funciona e mostrando toda a podridão oculta da Igeja Universal, que eles, é claro, não deixam vir à tona. Se você já imaginou que é ruim, digo: "É muito pior do que você conseguiu imaginar".
Seria aconselhável que você lesse também as revistinhas "Despertai" e "Torre de Vigília", das TJ. Lá você terá uma idéia de como eles fazem o seu marketing, que é diferente do dos evangélicos. Uma outra solução é entrar em contato com o "Instituto Brasileiro de Marketing Católico"; uma outra é conhecer a igreja por dentro e, a última, como não poderia deixar de ser, é fuçar na Internet e saber juntar tudo, passar no liquidificador, racionalizar e concluir. Há também um site batista, com algumas matérias sobre o assunto, o "Igreja Batista do Cambuí" ( http://www.ibcambui.org.br  ). Fora disso, existe um trabalho de tese semelhante ao que você está fazendo, mas não especificamente sobre os batistas, se não me engano, na Universidade de São Carlos.
Finalmente, se de todo não conseguir o que procura, tente contato com o filósofo brasileiro Olavo de Carvalho através do site dele. Este filósofo também escreveu alguns ensaios sobre o assunto.
Espero ter ajudado um pouco.
27/06/2008 02:09
De: KLEBER RAMÍREZ
IP: 189.71.25.175

Re: EXTRATERRESTRE NA BÍBLIA

Olá, pessoal,
Primeiramente, desejo que a GRAÇA e a PAZ de nosso Senhor JESUS CRISTO, sejam multiplicada em suas vidas, pelo pleno conhecimento DELE.
Estou escrevendo, como prometi, sobre o polêmico assunto da existência de EXTRATERRESTRE, pelo qual o nosso amigo EVANDRO enfatizou sobre a existência do mesmo, baseando-se em alguns versículos da bíblia, onde eu também me basearei, para responder se realmente existe, quem são e de onde vieram.
Em II de TIMÓTEO, capítulo 3, versículos 16 e 17, estão escrito o seguinte:
TODA ESCRITURA é DIVINAMENTE INSPIRADA e PROVEITOSA para ENSINAR, para REPREENDER, para CORRIGIR, para INSTRUIR em justiça;
A fim de que o HOMEM DE DEUS seja PERFEITO e PERFEITAMENTE PREPARADO para toda boa obra.
Em II de PEDRO, capítulo 1, versículos 20 e 21, estão escrito o seguinte:
ACIMA DE TUDO, lembrai-vos de que nenhuma PROFECIA da ESCRITURA é de particular INTERPRETAÇÃO.
Pois a PROFECIA NUNCA FOI PRODUZIDA POR VONTADE DOS HOMENS, mas os HOMENS SANTOS da parte de DEUS falaram movidos pelo ESPÍRITO SANTO.
Continuando, vejamos abaixo a seguinte declaração:
EVANDRO - EXTRATERRESTRE NA BIBLÍA = Cito alguns pontos da bíblia em que se confirma que Quem nos criou não é um deus imaterial e sem forma, mas sim seres humanos que nos criaram à sua imagem consoante a sua semelhança. Compare com uma bíblia tudo o que você vai ler. DEUS não é um espírito sem forma e impalpável conforme sempre nos foi feito crer que fosse. Na verdade, não ELE, mas eles são tão palpáveis quanto qualquer um de nós seus filhos, que fomos feitos à sua imagem e conforme sua semelhança.
KLEBER – DEUS é ESPÍRITO, leiam e veja o que o Senhor Jesus Cristo falou a mulher samaritana:
João, Capítulo 4, versículo 24 – Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
E também falou que o Espírito não tem carne nem ossos:
Lucas, capítulo 24, versículo 39 – Vede as minhas mãos e meus pés. Sou eu mesmo! Apalpai-me e vede; um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho.

EVANDRO - Em Gênesis 1:26, está escrito:
“E disse DEUS: façamos o homem a nossa imagem, conforme a nossa semelhança”. (isto consta na bíblia)                  Naturalmente que se ELE fosse um espírito impalpável, nós também o seríamos. Mas repare no detalhe importante que é o contraste em que DEUS diz “façamos”, e não “farei”.
Eis então aqui já uma pequena prova de que é verdade que fomos criados por uma equipe de cientistas de uma civilização vinda de um planeta longínquo. Se DEUS fosse um espírito apenas, estaria registrado; “farei o homem...”; e não “façamos o homem...”.
KLEBER – De fato, a palavra façamos está no plural, porque existiam três pessoas na criação das coisas, inclusive na formação do homem. Vejamos a seguir:
João, capítulo l, versículo 1 – No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
João, capítulo l, versículo 2 - Ele estava no princípio com Deus.
João, capítulo l, versículo 3 - Todas as coisas foram feitas por meio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
João, capítulo l, versículo 14 - O Verbo se fez carne, e habitou entre nós. Vimos a sua glória, a glória como do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.
Gênesis, capítulo 1, versículo 2 – A terra era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o ESPÍRITO DE DEUS pairava sobre a face das águas.
I de João, capítulo 5, versículo 7 – Pois três são os que dão testemunho no Céu: o PAI, a PALAVRA, e o ESPÍRITO SANTO; e estes três são um.
As escrituras estão falando da TRINDADE:
a) DEUS PAI – II de Pedro, capítulo 1, versículos 17 – Pois ele recebeu de DEUS PAI honra e glória, quando da magnífica glória lhe foi dirigida a seguinte voz: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.
b) DEUS FILHO – I de João, capítulo 5, versículo 20 – Também sabemos que o filho já veio, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro. E estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.
c) DEUS ESPÍRITO SANTO – Atos, capítulo 5, versículo 3 e 4 – Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao ESPÍRITO SANTO, retendo parte do preço da propriedade?
Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a DEUS.
Então, quando DEUS falou façamos, referia-se a ELES.
EVANDRO - Muito mais ainda há a mostrar, compare com uma bíblia, porque todos têm o direito a ser conhecedores da real verdade que sempre nos ocultaram.
Em “Gênesis 6-1,2 e 4 consta o seguinte:
1” E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas “;
2” Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para Si mulheres de todas as que escolheram “;
4” Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois quando os filhos de Deus se uniam às filhas dos homens, e delas geraram filhos: estes eram os valentes que houve na antiguidade, os varões de fama “. (Isto consta na bíblia)
O plural continua bem presente, aqui se pode explicar que nossos CRIADORES são mencionados como filhos de Deus.
Se ELES fossem apenas espíritos, para que escolheriam e tomariam para si filhas dos homens e se uniriam para com elas terem filhos?
KLEBER – Os filhos de Deus são os descendentes piedosos de Sete. Os descendentes de Sete invocaram o nome do Senhor, como Sete (Gênesis 4:26), possuíam comunhão com Deus, isto é, andavam com Deus, como Enoque (Gênesis 5:22 a 24), acharam graça diante do senhor, como Noé (Gênesis 5:29; 6:8) e obtiveram testemunho de que agradaram a Deus e se tornaram herdeiros da justiça que é segundo a fé (Hebreus 11:5 e 7).
Em primeiro lugar, após análise do ensinamento de Jesus, registrado em Marcos 22:29-30: Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o Poder de Deus. Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no Céu (veja Lucas 20:34 a 36). Em segundo lugar, não foi da união entre os filhos de Deus e as filhas dos homens que nasceram os gigantes, eles já existiam antes desse acontecimento: havia, naqueles dias, gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram valentes que houve na antiguidade, os varões de fama (gênesis 6:4).
Deuteronômio, capítulo 14, versículos 1 e 2 – Filhos sois do SENHOR, vosso Deus; não vos dareis golpes, nem poreis calva entre vossos olhos por causa de algum morto. Porque és povos santo ao SENHOR, teu Deus, e o SENHOR te escolheu de todos os povos que há sobre a face da terra, para lhe seres o seu povo próprio.
Oséias, capítulo 1, versículo 10 – Todavia, o número dos filhos de Israel será como a areia do mar, que não pode medir-se nem contar-se; e acontecerá que, no lugar onde se lhes dizia: Vós não sois meu povo, se lhes dirá: Vós sois filhos do Deus vivo.
EVANDRO - Pode-se inclusive afirmar que Jesus foi também fruto da união de um de nossos Pais com Maria, uma das filhas dos homens na Terra.  Em Gênesis 19 – 1 a 3 temos uma prova de que os anjos são físicos.
Gênesis 19 – 3: ”Mas Ló insistiu tanto com eles que acenderam e entraram em sua casa; e fez-lhes banquete, e cozeu bolos sem levedura, e comeram”. Se os anjos fossem como sempre se imaginou, acha que eles consumiriam qualquer tipo de alimento?
Juízes 6 – 19 a 21. Eis mais uma prova de que os anjos são palpáveis e possuem um estômago como qualquer homem ou mulher feita à sua imagem conforme a sua semelhança.
KLEBER – A Bíblia menciona frequentemente os anjos.
A palavra ANJOS significa “MENSAGEIROS”.
Em Hebraico = malak
Em Grego = angelos
Os anjos são mensageiros, servidores celestiais de Deus, conforme citações acima, podendo ser apresentados em forma humana para realizar algum propósito a mando de Deus.
Quanto ao nascimento de Jesus Cristo, ele foi gerado pelo ESPÍRITO SANTO, terceira pessoa da Trindade, conforme está escrito em Lucas 1:26 a 35 e Mateus 1:18 a 25 (leiam), e não por um ANJO.
 
EVANDRO - Compare os restantes pontos bíblicos com as explicações aqui apresentadas:
II Reis 2 – 11. Elias é elevado ao céu num carro de fogo pelo SENHOR, este mesmo carro de fogo é um engenho voador, os cavalos de fogo de que fala este mesmo versículo são as turbinas deste mesmo aparelho.
Ezequiel 1 – 4 a 28 onde se descreve a visão do carro divino.  
KLEBER – Este versículo não registra a visita de extra terrestre. O versículo 28 declara objetivamente: Este era o aspecto da semelhança da glória do Senhor. Aquilo que é chamado semelhança não deve ser tomado literalmente, mas simbolicamente. Os seres viventes eram anjos, e são citados em Isaías 6:2, Apocalipse 4:6. Essas mensagens são sempre seguidas da presença de Deus e do séqüito que o acompanha em Sua majestade.
Espero que estas respostas, tenha ajudado para esclarecer alguma dúvida. Maiores esclarecimento, mande mensagens.
Que Deus continue abençoando vocês.
Um Abraço,
Kleber Ramírez
22/11/2007 03:37
De: Ivo S. G. Reis
IP: 201.2.79.223

Mercado de Créditos de Carbono - O que é, para que serve e como funciona?

Gostaria de abrir uma discussão em torno deste assunto, ainda muito nebuloso para muitos.
Farei uma breve introdução para facilitar a discussão, porque eu mesmo tenho ainda muitas dúvidas sobre o que de real está acontecendo com os "créditos de carbono" idealizados e instituídos no Protocolo de Ktoto, Japão, com tentativa para estimular os países poluentes a poluirem menos.
Pelo que sei, cada tonelada de dióxido de carbono que deixa de ser jogada na atmosfera, gera um crédito de carbono e, assim os países vão acumulando créditos e cotas de utilização. Essas reduções, uma vez comprovadas recebem um documento denominado "RCE" (Redução certificada de Emissões).
Teoricamente, essa era a idéia, isso deveria funcionar, pois todos os países se esmerariam para acumular créditos. Só que, na prática, a coisa desvirtuou-se e passou a gerar expectativas de lucro, transformando os certificados em commodities, depois, negociadas nas bolsas de valores e entre os países, que passaram a "trocar créditos". Por essa troca de créditos, um país menos poluente vendia os seus créditos para um país mais poluente e que não tinha mais cotas para gastar. Com a compra, o país poluente poderia continuar a poluir, pois voltava a ficar "dentro da cota".
Se isso for mesmo verdade, não adiantaram nada os esforços, cujos resultados terão a sua primeira avaliação (balanço) em 2012.
Alguém saberia explicar melhor como funciona o famigerado "MERCADO DE CRÉDITOS DE CARBONO"?
11/12/2009 18:47
De: junior
IP: 189.11.218.149

ovinis

ha eu acho que existe sim algum tipo de vida fora da terra e que eles tentou nos contactar mas foram interceptados por alguma facção governamental para que nos nao podessimos saber !
03/11/2007 04:34
De: ivosgreis
IP: 201.15.66.250

E Quando Explodir o "Boom de Produção" da Cana-de-Açúcar? O Brasil Estará Preparado?

Ainda não atingimos o “boom de produção”; o etanol ainda não se firmou internacionalmente como um biocombustível e, mesmo assim, o Brasil já é considerado o maior produtor mundial de cana-de-açúcar. Na safra 2005/2006 atingimos a produção de 436,8 milhões de toneladas, a maior da história do país, mas que logo será batida. É esperar para ver.
No início do século passado e até 1930, chegamos a ser o maior produtor mundial de café, que era o nosso principal produto de exportação, atingindo o índice recorde de 56% da pauta de exportação nacional  e isso nos gerou muitas divisas e uma época de prosperidade econômica que olhamos até com um certo saudosismo. Pois bem, isto está prestes a acontecer novamente, desta feita, com a cana-de-açúcar. Diria, sem medo de errar, que poderemos ter um novo "ciclo da cana-de-açúcar" na agricultura.
Do ponto-de-vista econômico isto é ótimo para o Brasil. Mas e do ponto-de-vista ambiental? Terá o país discernimento e capacidade para controlar a produção de forma que não venha a promover a degradação do meio ambiente? Terá capacidade para criar mecanismos de certificação ambiental que permitam uma produção ambientalmente sustentável? Que tratamento será dado ao vinhoto das usinas, para evitar que poluam os rios e matem os peixes? Como controlar as áreas desmatadas e as reservas florestais?
É justamente aí que reside o problema, porque pairam dúvidas (justificáveis) a esse respeito. Com a soja, o Brasil fracassou e áreas enormes foram devastadas para o plantio dessa monocultura, em detrimento da mata nativa. E o que é pior: isso avançou por sobre a Amazõnia Legal e está lá, até hoje. As queimadas continuam e onde havia floresta, o que existe agora são extensas áreas que parecem um “mar de soja”. Árvores? Onde predomina a soja não se vê mais. A fauna e a flora nativas foram completamente destruídas.
Se o Governo não consegue controlar as queimadas, se não consegue controlar as derrubadas de árvores feitas pelas madeireiras, se não consegue controlar o garimpo ilegal, não consegue controlar a poluição e o assoreamento dos rios, se nem a pesca predatória ele consegue controlar, como irá controlar as futuras áreas de plantio de cana-de-açúcar, de forma a evitar a degradação ambiental e a instalação de uma monocultura que, apesar de lucrativa, pode trazer conseqüências perigosíssimas para o meio ambiente?
Não tenham dúvida: a cana-de-açúcar será o nosso novo principal produto de exportação agrícola e o nosso “boom de produção” ainda vai acontecer. Breve veremos pela região amazônica, “mares de soja e de cana”, até onde a vista possa alcançar. Mas não veremos as florestas e teremos perdido, para sempre, toda a biodiversidade daquelas regiões.
O Brasil está realmente preparado para isso? Que nos respondam os nossos governantes, antes de se ufanarem por ser, o país, recordista mundial na produção de cana-de-açúcar. O etanol poderá, sim, vir a ser o combustível do futuro e nós os pioneiros no desenvolvimento da tecnologia e fornecedores da matéria-prima. Mas quanto tempo isso durará, até que os países desenvolvidos também nos alcancem e até ultrapassem?
O preço pago, se não houver uma boa política de proteção ambiental, terá valido a pena? É bom que se comece a pensar nisso agora, antes que a realidade nos alcance.
NOTA: A imagem do "Sagrado Coração de Jesus" que aparece abaixo ou ao lado deste artigo, foi inserida automaticamente pelo sistema, sem possibilidade de ser apagada, e não reflete a intenção do autor.
Seu IP: 3.80.3.192 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)