forum para conversa

Tags: papo
12/12/2007 18:28
De: valeria
IP: 189.24.120.63

Alerta contra o emprestimo

Fala do Brasil muitas vezes me orglho, mas o país para massacrar a classe baixa, chamo atenção para o desconto em folha, não esqueça de fazer o contrato na hora todo preenchido, hoje tive uma audiència com banco BMG, fiz um finaciamento, me considero lesada, sei que sou certa meu grande erro foi assinar o contrato em branco. fica alerta com esse esquema, isso esta se tornando um esquema xeque mate assinou, perdeu, olhho vivo funcionario publico e os pobres aposentado, ai Deputados olha com cuidado essas novas armas dos bancos
30/05/2007 19:45
De: Edisio
IP: 200.220.223.68

Coluna de Dilton

Sr. Dilton
Sou leitor assíduo de sua coluna no jornal. Concordo plenamente com o exagero no orçamento da Câmara. Cerca de pouco mais de R$ 22 milhões neste ano.
Espero contribuir um pouco mais, lembrando que em 2004, o valor era de pouco mais de R$12,4 milhões. O orçamento para 2005, apesar da redução no número de vereadores, foi aprovado em pouco mais de R$ 13,1 milhões. Extranho, né? Reduziu a quantidade de edis e aumentou o valor. Mas, vá lá que fosse por dúvida na praticidade da decisão de redução. Isto, entretanto não aconteceu. Veja o que foi feito no final do ano para o orçamento de 2006: Aprovado em pouco mais de R$ 19,7 milhões. E a faina continuou. Para este ano, o orçamento monta em R$ 22,3 milhões.
Gostaria de esclarecer, entretanto, que os valores citados pelo vereador devem ser considerados em termos per-capta, não como receita de cada um. Mesmo assim, na minha opinião, um absurdo, se considerarmos o que o Legislativo oferece à comunidade.
Segundo o presidente da Casa, em programa de televisão, a Casa tem 400 servidores. Não os vejo. Além disso, um jornal que circula por Macaé informou sobre outros legislativos de municípios do Estado do Rio, com população muito mairo, mais vereadores e com número de servidores bem menor.
Por favor, faça enfoques sobre questões de contextos semelhantes. Quem sabe, consigamos envergonhar aqueles que "desavisadamente" (ha, ha, ha), ludibriam o povo, com números nem sempre do conhecimento do mesmo.
No ambiente da Câmara, se não era fácil mudar alguma coisa, mesmo que algum vereador, não satisfeito - e tem, o queira, agora ficou pior. Até quem era oposição, até com certa radicalidade, virou situação.... Coitada de Macaé.
Um abraço, Sr. Dilton.

Edísio Alves da Silva
Seu IP: 54.226.4.91 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)