sobre o convivio de maes com seus filhos ,guarda etc E MAES CUJO FILHOS OPTARAO EM MORAR COM O PAI ,COMO LIDAR COM OS PROBLEMAS QUE AS VEZES O CONVIVIO COM O PAI TRAZ A MAE

Tags: familia sociedade mae convivio filhos
18/08/2009 16:29
De: Adriana Monteiro
IP: 189.25.74.48

Guarda do meu filho

Tenho um filho que faz agora em novembro 3 anos, infelizmente meu convívio com o pai dele é estressante o diálogo com ele é uma coisas muito difícil. A quase um ano tivemos uma audiência em que foi determinado pelo juiz que ele pegaria meu filho todos os dia na creche e só me entregaria às 21:00 ( horário muito tarde pois o menino acorda todos os dias muito cedo para ir para creche) mais a advogada que estava me acompanhando não teve iniciativa para rever isto na hora. Foi também acertado que não haveria pernoite pois meu filho na época ainda mamava. Agora ele está ,e pressionado como sempre fez , dizendo que quer dormir com o menino , me faz ameaças cospe em mim na frente do meu filho. Já tentei por diversas vezes falar com ele que tudo tem seu tempo ele ainda é pequeno, que ele crescerá e poderá dormir com ele sem problemas, mas sempre avança contra mim querendo me agredir física e verbalmente.
Sei que ele tem todo o direito , só que não é assim já que ele não atente para o diálogo sempre tem de ser o que ele quer, o melhor seria se fossemos novamente para a justiça.Alem do mais ele fica com o menino muito mais do que eu por ter um horário de trabalho melhor que o meu só vejo meu filho às 22:00 e de manhã quando levo ele para a creche.
Não agüento mais essa situação...
13/04/2011 11:16
De: helena
IP: 201.93.234.135

Pedido de guarda

tenho um filho de 3 anos, estou separada a 3 meses e o pai foi ao conselho tutelar pra retirar meu filho de mim! a minha situaçao é a seguinte: a um ano atras eu estava separada do meu marido,pois ele me batia e era muito agressivo e nao me dava bem com a familia dele pois sempre achavam q ele era o certo, aluguei uma casa, mas era proximo da casa dele, no começo ia muito bem, mais a mae dele ficava na casa da minha vizinha o dia todo pra ve e saber como cuidava do menino, certo dia recebi uma ligaçao do conselho tutelar, a minha ex sogra alegou que o menino era mau tratado, que eu o agredia e que deixava meu filho enquanto trabalhava com más pessoas, como nao havia provas concretas o menino continuou comigo, com passar do tempo voltei com o pai dele," achando que ele havia mudado" mas nao!  votei a me separar novamente, resolvi arruma uma casa em outra cidade, resolvi ir pra casa do meu pai, mas a mulher dele nao aceitou pois achava que eu estava la pra fazer meu pai e minha mae volta, resolvi ficar entao na casa da minha mae, mas a situaçao dela nao é nada boa pois ela bebe muito, e enquanto nao arrumo casa resolvi ficar na casa de um casal de amigo, que conviveu comigo tudo que passei,hoje o conselho tutelar me ligo pedindo pra comparecer la amanha com documentos do meu filho, meu ex marido  alega que o menino esta magro e esta sendo maltratado por mim e pelo casal. Estou muito tensa pois nao sei o que fazer, pois a mulher do conselho havia dito se ouvesse mais uma reclamaçao ira passar o meu filho para o meu ex. o que acontece é
que o pai nunca se importa com nosso filho nunca liga pra saber como ele ta, ele nunca lembra e nem vem busca o menino no dias de visita, eu que tenho que levar, e quando eu  levo, o menino nao fica com ele fica com a vo, ele nao demonstra nenhum interesse pelo menino, nunca deu nada pra ele, todos dizem que o pai nao da a minima para o filho, que o que ele quer é me prejudicar.
O que eu devo esta fazendo?
embora da a minha situaçao de ainda nao ter arrumado casa, tenho chance de sair vitoriosa?
e outra coisa o certo é o conselho ir em casa e verificar as condiçoes? antes de jugar as condiçoes tudo favorece o pai, mas o pai nao é gente boa, tenho muito medo do meu filho fica la "ate mesmo nos
finais de semana" fico pensando no caso da isabelle nardoni, nao me sinto segura do meu filho com ele ele nao da a minima nem quando o filho esta doente.
Eu posso ter mais um tempo pra ficar com meu filho ate arrumar uma casa?
06/12/2010 23:39
De: Elaine (elainegomesbarbosa@yahoo.com.br)
IP: 201.29.238.81

Meu filho

Olá, tenho um filho que mora comigo há 14 anos e ele frequenta a casa do pai de 15 em 15 dias...agora de tantas fazer ela está acho eu na pior delas "adolescencia". Ele esta terminando o ensino fundamental na manhã e a tarde vai para o trabalho na mesma empresa que eu, pois arrumei uma oportunidade para ele lá de jovens apredizes cujo ele já esta há 7 meses, trabalha com a carga horaria de 4 horas por dia e 1 vez por semana faz um curso obrigatório no senac, a noite ele estuda comigo ingles no curso e faz curso de informática, ou seja, procurei ocupar o máximo tempo dele. Aos finais de semana, deixo ele jogar bolar, brincar, ter seus momentos de lazer mas sempre deixando claro que precisa sempre rever a matéria e descansar... converso muito com ele, não sou de bater... sou de castiga-lo tirando as coisas que ele mais gosta ( game, pc, celular, .......) então sendo que essa fase não passa, e parede que quanto mais eu converso, amigos nossos do trabalho também conversam e nada melhora, esta cada vez mais autoritario, querendo fazer os que sempre quer da forma dele... de um ano pra cá tenho deixado ele ir para a escola sozinho, pois estudo no mesmo quarteirão da casa dos meus pais e do nosso trabalho, tenho as vezes deixado ele ir ao shopping próximo a minha residencia com os amigos que eu conheço. Conheço 85% das amizades deles, e dessas mesmas, conheço família, tenho contato e telefones deles...a internet em casa é liberada, porem com limite de tempo e bloqueio de alguns sites...enfim, hoje tive um grande desentendimento com ele devido ele ter pego o meu celular e estourar a conta de mesmo, falei, briguei mas nada adiantou, foi cresmo, debochado, ironico, enfim.... não teve tolerancia em ouvir seus proprios erros, nos desentendemos e acabei perdendo a cabeça mandei ele embora...meu esposo não deixou ele sair, mas mesmo assim ele pulou o muro e foi para a casa do pai, próximo da minha casa (15 minutos de onibus). Sei que perdi minha cabeça pela primeira vez, tenho tido um problema atraz do outro com ele, com mentiras, desrespeitos e outros....gostaria de por favor que me ajudassem como e qual a melhor forma de resolver essa situação, pois o pai não quer que ele more lá (apesar de um tempo atras de provocado isso, e quando eu deixei ele ir morar lá o pai não quiz...sem comentário né...) , meus pais não podem e minha irmã também não, o que faço? o pai dele tem obrigação de ficar com ele?Me ajudem no que vocês puderem por favor???
16/11/2011 17:32
De: CLAUDIA LUCIA DOS SANTOS DE MORAIS
IP: 186.205.66.35

Minha filha só quer ir com o pai quando tiver vontade

Minha filha tem 11 anos e estou separada do pai dela ha quase cinco anos, ele nunca deu muita atenção a ela tinha ciumes porque eu dava mais atenção a ela do que a ele, é lógico alem de uma criança ele estava falando da minha tão sonhada filha que ele fez questão de evitar ao maximo durante 6 anos de casados, ele não queria me dividir com um filho por isso fez de tudo para que eu não engravidasse e convivi durante sete anos vendo a distancia que ele manteve dela e com isso fui deixando de gostar dele e chegou a um ponto que achei que seria melhor para minha filha que nos separassemos ja que eu não sentia mais nada por ele e ele deixava muito a desejar em questão de carinho amor atenção para com minha filha, ele chegou ao ponto de muitas vezes bater nela para ela ir dormir porque queria minha atenção, isso fazia muito mal a ela e a mim tambem, no ato da separação ele me disse que não quiz ver minha filha no berçario porque teve raiva por que ela me fez sofrer m,uito para nascer. Bom o ponto é que ela não quer ser obrigada a ir com ele nos finais de semana que é para ela ficar com ele e ele a obriga ir, gostaria de saber se ha alguma lei que tire dela essa obrigação, para que ela va só quando tiver vontade.
Seu IP: 18.210.22.132 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)