Criar forum gratis
Em alguns paises, a pena de morte mostra-se como uma ferramenta para ajudar a diminuir a criminalidade, mais nem sempre se tem certeza de que os condenados são os verdadeiros culpados.
Assinar este forum via:
[RSS/Atom]     [E-mail]
Mensagem

COMBATE À VIOLÊNCIA URBANA OU PENA DE MORTE?

De NONATO ALVES DA CUNHA (nonato.cunha@bol.com.br) em 04/01/2008 10:24:23 a partir de 201.37.240.206
AOS CUIDADOS...
Prezado Senhor Secretário Estadual do Trabalho e Emprego Alcebíades Sabino:
Quero sugerir neste significante espaço público, algumas mudanças importantes para a segurança pública e privada do nosso Estado, o Rio de Janeiro, e também demais Estados brasileiros. Tenho observado que, na ação conjunta das polícias, existe uma questão talvez ainda desconhecida por Vossa Exclência e pelo Senhor Secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame: a inaceitável existência de seguranças-apoio cuidando da segurança das ruas e comércios do Rio de Janeiro, especialmente no bairro de Copacabana, realizando esta muito importante tarefa sem nenhuma formação profissional e/ou, por sua vez, sendo esta mão-de-obra recrutada desqualificadamente em sua maioria, e, explorada por autoridades da própria polícia em conjunto com as associações de moradores. Finalidade esta meramente lucrativa. Eles, os seguranças-apoio, estão hoje por toda parte cuidando da segurança de ruas e de comércios! Acredito que se possa realizar uma melhor prestação deste tipo de serviço de maneira formal, que, por sua vez, é muito importante no combate à violência, aonde se possa respeitar também os direitos trabalhistas. Para que se possa ter um pequeno panorama do que que sussede na Segurança Pública e privada do Rio de Janeiro, existem seguranças-apoio trabalhando pelo período injusto de doze horas por dia, sem o direito de folgar trinta e seis horas o que determina a lei trabalhista. Alguns trabalham vinte e quatro horas, folgando apenas o mesmo período. Não existe nenhum tipo de contratação trabalhista formal, e não são pagas as folgas nem horas extras. Existe grande abuso de poder por parte dos contratantes desta mão-de-obra com relação aos contratados. Existe a não garantia do recebimento do salário ora prometido. Isto caracteriza, com todas estas questões, trabalho escrravo, ou seja, crime. Tenho observado que existem academias de artes marciais, entre outras modalidades esportiivas, aonde muitos praticantes destas atividades até pretendem ser um segurança-apoio, mas devido estas injustiças, claramente perceptíveis pela população, que elevam à fama desqualificada do profissional nesta área, não aceitam este tipo de profissão. Muitos jovens até preferem fazer o que os próprios meios de comunicação retratam (lembrando aquele caso da empregada doméstica que foi cruelmente agredida)... Acredito que já passou da hora de realizar um projeto verdadeiramente importante para vir de encontro com soluções à esta muito delicada questão. Pois, ao contrário de se combater o crime, acaba formando verdadeiros criminosos dia-a-dia, revoltados com esta injustiça social, que é acometida por quem tem por dever e obrigação de combatê-la. Um bom planejamento seria existirem também academias de formação profissional à realização de melhores profissionais de segurança-apoio e, consequentemente, maior justiça no combate ao crime.
Locais de contratação irregular de seguranças-apoio:
Rua 5 de Julho - Copacabana - Presidente da associação de moradores: Sr. Sales. Chefe de segurança: Sr. Ambrósio - PM (tel.: 21-7819-2188) - Rua Santa Clara com Av. N. Sra de Copacabana) e Sr. Neto (tel.: 21-8870-8837). Referência para localizá-los (horário comercial): Av. N. Sra. de Copacabana, 686 - Panificadora Gourmet.
Rua Nossa Senhora de Copacabana - Copacabana - Chefes de Segurança: Sr. Giuberto (o gordo, como é conhecido). Referência para localizá-lo: Confeitaria Suíça e demais ruas das proximidades do bairro de Copacabana.
Obs.: As irregularidades existem em todas as ruas de Copacanana e demais Bairros do Rio de Janeiro. Talvez até em todo o Brasil.
Muito obrigado a Vossa Excelência e a todos.
Nonato Alves da Cunha
Copacabana - Rio de Janeiro/RJ

Respostas:

minha pica...(ver)
COMBATE À VIOLÊNCIA URBANA OU PENA DE MORTE? (José Jorge Batista dos Santos - 25/02/2009 12:07:31)

Responder a esta mensagem

Atenção:
A prática, indução ou incitação de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, por meio da Internet, bem como a humilhação e exposição pública caluniosa e difamatória, constituem crimes punidos pela legislação brasileira. Denuncie aqui sites e/ou mensagens de fóruns hospedados na Insite contendo qualquer violação.
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Quero receber notificação por email se minha mensagem for respondida.
Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)
 

| Hospedagem de Sites | Acesso Banda Larga | On Google Plus
Tecnologia Insite   -   Soluções Internet   -   ©   2021 -   http://www.insite.com.br