Fórum criado para debate do texto: Eu e o Outro: Parceiros Essenciais (Margarida Serrão). Público Alvo: Acadêmicos do Curso de Licenciatura Plena Parcelada - UEG / Uruaçu-GO Professora: Márcia Mendes Parceria: Multiplicadora: Simone Gomes Disciplina: Tecnologias na Educação

Tags: letras curso
14/07/2006 18:10
De: Benedito Paraguassú Jaime Neto e Maria Aparecida Ramos
IP: 200.140.127.166

Avaliação

01 - Educar  é transmitir saber,para isso é preciso ter uma condução moral e ética onde os educandos possam ter como referência para ser um cidadão, não basta somente transmitir conhecicmentos específicos e teórico dos conteúdos das disciplinas, é preciso transmitir respeito solidariedade através de seus atos.
02 - O aprendizado da vida é cruel, portanto temos que aprender e ensinar aos nossos discípulos que tudo na vida tem limite e que o nosso direito vai até onde começa o do outro,  e que colhemos o que plantamos, se as nossas atitudes forem comedida, respeitosa e humana com certeza receberemos o mesmo tratamento.
03 - O ditado popular diz que o importante não é dar o peixe e sim ensinar pescar, a prática pedagógica também tem seguir esse pensamento, o professor não tem passar o conhecimento pronto e acabado, mas sim, dar parâmetros e indicar as fontes para aprofundar seus conhecim,entos.
14/07/2006 17:52
De: Creone e Maria Felícia
IP: 200.140.127.166

Análise do texto. O Eu e o Outro: parceiros essenciais.

Resposta nº 1.
Somos educadores vivendo numa época de situações adversas e a nós compete uma missão difícil de formadores das novas gerações. A educação como meio de conhecimento transforma os indivíduos em pessoas formadoras de opiniões, embora apresentando situações diferentes e adversas a cada situação. Hoje o professor lida com situações bastante diferente de tempos atrás, onde os pais estão ausentes na educação dos filhos e a transferem para a escola, isto é, aos educadores.
Resposta nº 2.
Contribuiu para uma prática pedagógica repensada e moldada na realidade de cada aluno. Nós educadores devemos ser instrumentos de relação entre os educandos que são nossos expectadores e dependem de nossas experiências para suas vidas futuras.
Resposta nº 3.
Os nossos alunos são às vezes dotados de grande capacidade mesmo em situações extremas que lhe são impostas por um sistema que não lhes permitem a capacidade de pensar e agir.
Cabe a nós educadores darmos essa opotunidade aos nossos alunos. Em nossas práticas diárias devemos dinamizar, inovar, construir aulas atrativas.
14/07/2006 18:18
De: Neli Selma Faria/ Wanderly Maria de Paulo/
IP: 200.140.127.166

Análise de texto - Eu e o outro. Respostas as questões propostas.


Resposta 1 -
         Levando em consideração o texto da autora, bem como os dias de hoje. A educação dos nosso filhos e alunos deverá acontecer através do diálago e imposição de limites, mas postos em novas bases, as bases da troca e da escuta, para que o indivíduo se sinta reconhecido como semelhante. O vínculo afetivo, o respeito mútuo e a confiança no processo de crescimento individual e coletivo é imprescindível na formação do ser humano. Precisamos repensar a nossa postura enquanto formadores de seres humanos.
 Resposta 2 -
    Contribui na percepção de que todo ser em formação necessita e pede limites na sua aprendizagem e processo de formação. Mais importante é que estes limites podem gerar, e geram, frustrações que levam o ser a aprender suportar barreiras sociais, porém esta aprendizagem lhe permitirá futuramente a encontrar saídas  para suas falhas e acima de tudo conviver de forma produtiva com os outros. Proporcionar aos alunos confiança no processo de crescimento e transformação, a crença no seu pontecial e que estes podem desenvolver, uma história possível de compartilhar experiências.
  Resposta 3 -
     
      Sim, é possível passar ao aluno referenciais que irão contribuir na formação integral de seus valores e novos valores serão agregados a eles socialmente e que diante de uma situação adversa devemos refletir nossa ação, o que vale para o aluno quanto para o professor enquanto agente desta atividade de ressignificação.
15/07/2006 00:02
De: ANTONIO HORBILON, ANTONIO LUIS,IRENE FERREIRA DE JESUS
IP: 200.101.126.16

EU E O OUTRO

2-Contribui muito levando-nos a refletir sobre nossa ´prática pedagogica,considerando sempre os anseios e dúvidas de nossos alunos.bem como a perda de identidade  quando o mesmo sai da infância e entra na adolescência auxiliando-os na reorganização da sua identidade , para que sejam reconhecidos como semelhantes, observando sempre o vínculo afetivo ,os limites,o respeito m´utuo e a confiança no processo de desenvolvimento.
  OS  alunos geralmente espelham -se nos pais e professores (quando os vê como adultos significativos) . Cabe a nós educadores preparar nossos alunos para seremcapazes de se imaginarem
ultos, desejarem ser adultos ,com a certeza de que vale a pena o preço de crescer.
3-Sim.Enquanto educadores temos a responsa bilidade de ser  agentes ativos na potencialização da resiliência em nossos alunos, auxiliando na projeção de seus ideais , interlocutando na construção de seus planos ,ouvindo seus anseios, respeitando suas escolhas.
Como educadores a resiliência deve ser fator presente em nossas ações apesar das adversidades que perfazem nosso caminhos aceitando nossas falhas , adimitindo nossas imperfeições e sempre acreditando que somos capazes de transformar a realidade  daqueles que nos relacionamos no dia a dia.
14/07/2006 17:36
De: Maria Alves da Silva Souza / Jeorgina Custódio da Sillva
IP: 200.140.127.166

Avaliação

Resposta nº1- Educar é muito mais do que transmitir conhecimento.É preparar o individuo para atuar e viver em sociedade ,transformando-a  em beneficio próprio e para o bem de todos.
Resposta nº2- A leitura do texto nos favoreceu informações salutares inerentes ao conhecimento do ser humano, focando a trajetória da vida, suas etapas desde o nascimento. Tais conhecimento nos despertou para a importância da família no contexto educacional, como também, paara a compreensão do comportamento dos educandos com os quais convivemos, enriquecendo assim nossas práticas docente.
Resposta nº3-Não só é possível como se torna indispensável potencializar a RESILIÊNCIA nos educandos como também em nossas vidas, pois  quem não a possui não pode oferece-lá. Ser capaz de se reerguer depois de chegar ao fundo do poço constitui um ser resiliênte , característica fundamental ao educador e conseqüentimente ao educando.
13/07/2006 18:20
De: Prof. Márcia Mendes (marciamendesol@yahoo.com.br)
IP: 200.140.127.166

Perguntas Analíticas/Reflexivas

Leia as questões abaixo e poste suas respostas.
1 - Como Educar nos Tempos de Hoje?
2- "Haja Hoje para tanto Ontem" - (Paulo Leminski). A referência trata do desenvolvimento e formação dos seres humanos. Em que a leitura contribuiu para a sua prática pedagógica?
3 - Nas usas práticas pedagógicas é possível potencializar a Resiliência em seus alunos? E em sua vida professor?
14/07/2006 17:32
De: Gilka; Cleuza; Beth Leao
IP: 200.140.127.166

Respostasdo texto:Eu e o outro

1-Atualmente tem facilitado muito a educaçao, uma vez que o numero de materiais pedagógicos tem proporcionado condiçoes melhores tanto para o educador quanto para o educando.
2-Ela foi essencial, pois para exercermos qualquer pratica, principalmente pedagogica, precisamos de muita leitura para auxiliar em nosso aprendizado. Este deve ser embasado em experiencias anteriores adquiridas em leituras.
3-Sim. Nós enquanto educadores, temos o papel primordial de interagir com nossos alunos tornando mediaderes e potenciadores de suas relaçoes emocionais.
A interaçao social e importante na vida de qualquer pessoa ou profissional.
14/07/2006 18:15
De: Benedito Paraguassú Jaime Neto e Maria Aparecida Ramos
IP: 200.140.127.166

Respostas do Texto: Eu e Outro

01 - Educar  é transmitir saber,para isso é preciso ter uma condução moral e ética onde os educandos possam ter como referência para ser um cidadão, não basta somente transmitir conhecicmentos específicos e teórico dos conteúdos das disciplinas, é preciso transmitir respeito solidariedade através de seus atos.
02 - O aprendizado da vida é cruel, portanto temos que aprender e ensinar aos nossos discípulos que tudo na vida tem limite e que o nosso direito vai até onde começa o do outro,  e que colhemos o que plantamos, se as nossas atitudes forem comedida, respeitosa e humana com certeza receberemos o mesmo tratamento.
03 - O ditado popular diz que o importante não é dar o peixe e sim ensinar pescar, a prática pedagógica também tem seguir esse pensamento, o professor não tem passar o conhecimento pronto e acabado, mas sim, dar parâmetros e indicar as fontes para aprofundar seus conhecim,entos.
Seu IP: 54.198.158.24 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)