Oi gente, Sou aluna de Direito e estou fazendo minha monografia final sobre a violência intrafamiliar, sendo que a vítima é a mulher e o tipo de violência é a física e a moral. Gostaria de obter materiais sobre esse tema, principalmente sobre a questão de punição dos agressores, ou seja, como os autores da violência física contra a mulher é punido e da mesma forma como os autores da violência moral contra a mulher é punido. (para mim, a falta de punição é umas das grandes causas do aumento da violência contra a mulher). Preciso de ajuda Um abraço para todos

Tags: familia
08/08/2009 10:24
De: IVETE MELO
IP: 189.70.232.230

Re: Re: Re: Fotos sobre violência doméstica contra crianças e adolescentes

SOU CONSELHEIRA TUTELAR DO RECIFE. E ESTOU FAZENDO UM RELATÓRIO DOBRE VIOLÊNCIA DOMESICA CONTRA CRIANÇA EADOLESCENTE, RELATÓRIO DE UMA CAPACITAÃO FEITA ESSCOLA DECONSELHOS EM PARCERIA COM UNIVERSIDADE RURAL DE PE. E GOSTARIA QUE ENVIASSEM FOTOS DE VIOILÊNCIA PARA REPRODUZIR EM ESLAIDE PARA PALSTRA CVOM PROFESSOES QUE VAMOS REALIZAR. OBRIGADO.
30/08/2007 17:23
De: edmara rangel leppaus
IP: 201.79.69.83

Dicas de coleta de material sobre violencia intrafamíliar para monografia, encontra-se nas secretarias de atendimento as mulheres vitimas de violencia de cada municipio.

livros bons para pesquisa sao: - A mascara de ferro(é  ótimo)
-POLITICAS PUBLICAS E VIOLENCIA  CONTRA AS MULHERES(autoras:Lurdes Bandeirae orgs)
Mulher brasileira é assim(saffioti)
- UMA AUTORA CAPIXABA COMO EU, MARAVILHOSA PARA ENTREVISTA É A MARIA BETRIZ NADER COM LIVRO MULHER ( ufes, do ESP SANTO)
-COLCHA DE RETALHOS DE ( ELBA ZALUAR)
ESPERO Q AJUDE AOS MEUS COLEGAS  Q ESTAO NA MESMA SITUAÇAO Q EU, (TENHAM ESSE TRABALHO COMO UMA OBRA DE ARTE A SER CONSTRUIDA,A CADA PASSO SERA UM VITORIA. BJS A TODAS E TODOS. DEUS IRA NOS AJUDAR.
20/06/2006 17:59
De: Ivo Samel
IP: 10.10.115.210, 200.201.186.116

Violência contra as crianças

“Se for necessário uma lágrima de criança para salvar o mundo, que este se perca”.
Este pensamento está meio exagerado mas deixa muitas coisas para a gente pensar.
Não sou psicólogo, nem educador, apenas um pai.
Tenho dois lindos filhos, agora adultos que, quando crianças, diziam para todos seus amigos que nunca levaram uma palmadinha dos pais.
Sempre defendi que uma criança não poderia sofrer qualquer tipo de agressão física ou psicológica que possa trazer sérios danos para aquelas cabecinhas tão inocentes.
Uma criança pode ter seus limites determinados com voz firme, conversar, carinho, amor, entendimento. Elas são mais inteligentes do que sempre imaginamos. Elas querem atenção o tempo todo, amor. Só isto.
Muitos pais acham que uma palmada é um bom castigo para não fazerem mais aquilo que acham errado. Não é. Esta palmada vai ficar registrada por toda a vida na memória daquela criança.  Mais tarde, pacientes nas cadeiras dos psicólogos.
Nossos pais foram rudes conosco, devemos perdoá-los sim mas já estamos no século 21 e não justifica mais agirmos como eles.
Até nossos índios, chamados de selvagens pelos civilizados, não batem nos seus filhos, nas suas crianças. Eles nem podem trabalhar. Somente brincar. Talvez seja por isto que os indiozinhos gostam tanto de escutar os mais velhos. Porque sempre foram respeitados.
Ivo Samel
Administrador
24/11/2006 11:37
De: SUELLEN
IP: unknown, 200.241.81.140

Monografia

Olá, sou aluna de Pedagogia da UFMA e minha monografia e sobre Violencia Doméstica  na Infância: os impactos no processo de Aprendizagem da criança vítima dessa agressão. Tenho pouco marerial e gostaria de ajuda. De já Agradeço  
05/12/2006 17:00
De: yumi fuke
IP: 172.26.27.15, 200.192.77.254

TCC

estou realizando meu projeto para a monografia em cima do tema violencia domestica contra mulher, já possuo algum material, mas necessito de mais, ja que a lei tambem saiu agora este ano, e não possui quase nada de doutrina! se alguem tiver interesse de trocar!
meu msn é yumifuke@hotmail.com
Seu IP: 54.162.105.241 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)