Fórum destinado aos alunos que cursam o III Período do 2º Segmento do Ensino Fundamental (EJA)Educação de Jovens e Adultos do Turno Vespertino do Colégio Estadual Dom Bosco de Iporá/GO, com o Professor de Geografia Paulo Alves de Oliveira. Fórum que faz parte de uma ação do Projeto: Geografia Americana, enfatizando o Continente Americano de forma ampla.

22/08/2007 18:25
De: Guilherme de Oliveira
IP: 200.140.216.78

Guilhermme de Olliveirra

Conteúdo do site http://www.marmelada.com.br :
[-]HACKS/CHEATS PARA: GUNBOUND, MUONLINE, COUNTER-STRIKE, ROSEONLINE, RAGNAROK, TIBIA, HABOO HOTEL, GTA, BRASFOOT...;
[-]ÁLBUNS COMPLETOS, TUTORIAIS DE DESIGN;
[-]JOGOS COMPLETOS, PEDIDO DE TRABALHOS, TRABALHOS PRONTOS;
[-]FILMES, SERIADOS, ANIMES COMPLETOS, RESUMO DE LIVROS, DOWNLOAD DE LIVROS;
[-]VÍDEOS ENGRAÇADOS, VÍDEOS DE BRIGAS, VÍDEOS DE ACIDENTES, IMAGENS ENGRAÇADAS, MANCHETES CURIOSAS E TROTES!
QUER TER ACESSO A TODO ESSE CONTEÚDO ???  ENTÃO VISITE: http://www.marmelada.com.br
26/10/2009 11:01
De: gabriel
IP: 189.127.163.203

Re: Re: PRINCIPAL ATIVIDADE ECONOMICA DA AMERICA PLATINA

- INTRODUÇÃO
O Pantanal de Mato Grosso do Sul representa uma das principais regiões turísticas do estado. Uma região belíssima, extremamente rica e complexa, que apresenta uma fauna e uma flora exuberante, orquestrada por um sistema de inundações de origem fluvial e pluvial, que avança sobre os vastos campos de vegetação limpa, cobrindo-os parcialmente na estação das chuvas. A relação que o pantanal exerce diante da realidade do homem da região é por demasia fundamental para o entendimento do ciclo de vida do homem e das atividades que permeiam a colonização e o povoamento desta vasta região que possui singularidades que entremeiam a relação do homem e do ambiente, este determinante para o ciclo de vida no ambiente pantaneiro.
Assim como o ciclo de desenvolvimento e o processo de colonização do Centro-Oeste brasileiro o Pantanal Sul tem sua origem através da pecuária. Para criar gado no Pantanal, o homem desenvolveu um sistema tradicional de produção, com técnicas próprias de manejo adaptadas às condições ecológicas locais. A base desse sistema é a prática extensiva, com os animais criados soltos nos vastos campos de pastagens naturais, com pouca interferência humana. Em função das condições naturais impostas pelo ambiente, a maior parte do Pantanal tem aptidão para a fase de cria, e desta forma, os produtores rurais sempre se concentraram na produção e venda de bezerros. Este tradicional modelo de produção apresenta um baixo nível tecnológico e uma baixa produtividade, sendo pouco competitivo. A grande extensão das unidades de produção, apesar da baixa produtividade da terra, garante a manutenção de renda aos proprietários e às famílias dos empregados.
Em conseqüência do desenvolvimento da pecuária como principal atividade econômica da região, o espaço regional foi organizado em grandes propriedades rurais, poucos núcleos urbanos e reduzida população. As fazendas são isoladas umas das outras e mantém um relativo distanciamento dos centros urbanos. A concentração da população nas cidades pantaneiras e em torno das sedes das fazendas, contrasta com grandes áreas vazias. As distâncias enormes, agravada pela dificuldade de acesso ao interior da região, sobretudo no período das cheias, são os fatores que dificultam a integração e o desenvolvimento, característica que reflete um caráter mais estático do que dinâmico à organização do espaço.
Mesmo a dinâmicas das águas no pantanal sul não foram suficientes para deter ou refrear o avanço do capitalismo nesta peculiar região brasileira que segue em seu cotidiano uma movimentação e velocidade única. Percebe-se a intensificação do processo de produção da pecuária bovina de corte, principal atividade econômica da região, com a introdução de novas técnicas e de novos modelos de administração e de gerência, que possibilitam o aumento da produção e da produtividade local e a diversificação da produção. Concomitantemente novas atividades não rurais são inseridas neste meio, diversificando as atividades desenvolvidas na região.
O turismo passa a exercer neste novo cenário um papel fundamental e único apresentando uma nova dinâmica ao espaço pantaneiro. As voltas que o turismo desenvolveu desde o inicio da atividade no Pantanal é de suma importância para o entendimento desta nova lógica, que exerce uma nova função no espaço pantaneiro atual. Tem-se a partir deste momento a inserção de modalidades turísticas que fazem uso deste espaço rural de um modo direto e que busca sempre valorar e valorizar o mesmo.
Assim diante deste exposto o objetivo deste trabalho esta relacionado em analisar o desenvolvimento da atividade turística no Pantanal de Mato Grosso do Sul e as mudanças na organização do espaço agrário, para tanto se fez uso de pesquisa bibliográfica, coleta de dados secundários e de trabalho de campo.
Seu IP: 54.80.180.248 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)