Espaço reservado para os amigos dos Frades Dominicanos da Província Frei Bartolomeu de Las Casas. Coloque aqui seus comentários, críticas e o que mais você achar necessário. Aqui você também pode mandar arquivos, colocar pergunta e respostas e ainda acrescentar eventos em nossa agenda. Fique à vontade, pois a casa é sua.

Tags: mural
25/12/2009 22:47
De: ana lucia
IP: 201.27.89.191

Re: Ordem terceira dominicana

Sou católica praticante , divorciada e tres filhas.Desde que me separei não quis mais contrair matromonio, pois desejo ter uma vida entregue a Senhor. Conheci a ordem dominicana atraves de um Frei, amigo de nossa paróquia e me apaoixoniei pelo carisma.Gostaria de saber mais sobre a ordem dos leigos e como faço para ingressar.
Deus abençoe
15/05/2004 12:33
De: carlos Antonio
IP: 200.199.180.58-

Conhecer

gostaria muito de entrar em comtato com os dominicanos de Montes Claro, moro em Divinópolis. se possivel me ajude!
felicidades
24/10/2008 13:00
De: Clementino Araujo Silva
IP: 189.84.169.68

Re: Frei Bartolomé de las Casas

Boa tarde amigo,  sou estudande de teologia e candidato a diácono na Diocese de minha cidade Barra MansaRJ, estou juntamente com outros, iniciando a desenvolver um trabalho sobre a vida e história de Las casas. Se possível indique-me algumas fontes para estudo, diferentes das que se apresentam a internet,podendo até mesmo ser em outras línguas (ingles e espanhol) pois no grupo temos pessoas que dominam estes idiomas. Desde de já agradeço-lhe pela atenção dispensada.
              Clementino Araujo Silva.
06/10/2003 01:13
De: Fabiano Costa (fabianocosta2003@bol.com.br)
IP: 200.199.35.76-

Pedido de informaçoes

Prezados Irmaos:
Gostaria de algumas informaçoes sobre as ordens terceiras dominicanas:
Existe Ordem Terceira Dominicana ou alguma casa dos senhores em Pernambuco ?
Existe algum site que eu possa me informar melhor sobre as ordens terceiras dominicanas ?
Desde ja' agradeço a atençao despensada.
Cordialmente,
Fabiano Costa.
02/07/2008 18:12
De: ediberto dias (edibertovieira_84@hotmail.com)
IP: 189.95.209.96

Meu padroeiro

desejo o numero da ordem dominicana aqui no ceará,pq a minha comunidade tem como padroeiro são domingos de gusmão e nós vamos fazer uma exposição sobre a vida de são domingos então eu queria uma ajuda referente a documentarios da vida de são domingos.fone:86809113 ou 92029678.obrigado.
03/10/2008 11:27
De: Anderson (correalopes@libero.it)
IP: 200.150.61.22

Frei Célio de Padua

Saudações,
Gostaria encarecidademente de saber por onde anda frei Celio de Padua e Frei Cristiano Bahia.
Fui um vocacionado por algum tempo na ordem de Domingos de Gusmão, mas os deuses parecia ter me destinado a outros encontros e desencontros mas não me esqueço de Frei Mario, frei romeu, Frei Bruno, Frei Sergio Lobo. Por favor, me mande noticias destes irmãos queridos...
Vai meu carinho,
Anderson
07/05/2003 18:54
De: Alexandre Rampazzo (alerampazzo@ig.com.br)
IP: 200.153.222.3-192.168.1.52

Produção de um documentário

Caros Senhores,
Sou formando em Comunicação Social com habilitação em Rádio&TV. E neste último ano estou desenvolvendo um projeto para o Trabalho de Conclusão de Curso. Meu TCC, é um vídeo documentário sobre a relação dos Frades Dominicanos com os perseguidos políticos do período da supressão dos direitos democráticos e da ordem institucional que se instalou no país após o golpe de 64. Eu venho com a intenção de realizar este projeto já faz um bom tempo, quando me deparei com a história do Frei Tito e outros dominicanos que atuaram de forma orgânica na Ação Libertadora Nacional (ALN), seja dando abrigo em seus conventos, seja ajudando a deixar o país, ou mesmo, dando proteção espiritual em momentos críticos a inúmeros perseguidos por defenderem uma outra forma de pensamento e ação.
O que mais me motivou a escolher esse tema e partir às pesquisas, fora que apesar da magnitude, da entrega, da doação de uma vida toda à causa do próximo (fato que por si só louvaria um TCC), é que, a imensa maioria das pessoas na qual comentava sobre o fato histórico, simplesmente não sabiam de nada! E olha que falei com vários estudantes, professores, profissionais liberais e até mesmo com muitos católicos praticantes que também ignoravam o tema!  Pude conferir que as raras pessoas que sabiam de alguma coisa tinham informações remotas e muitas vezes distorcidas da realidade.
Sou estudante de uma universidade particular. Freqüento os mesmos ambientes que meus colegas de vida acadêmica e sinto que muitos valores morais estão se perdendo, uma grande sensação de vazio se anuncia em nós. Num mundo onde a livre e voraz concorrência nos põe diariamente em conflitos uns aos outros, vemos e aprendemos que cada um, a cada instante, é um inimigo em potencial. E que o “pensamento único” está arraigado em nossas entranhas feito raízes que nos apontam que esse é o único mundo possível, e se possuímos inquietações, basta corrermos até o shopping-center mais próximo de casa e nos empanturrarmos de supérfluos produtos, ou como muitos de minha geração, se entregar ao prazer momentâneo de entorpecentes e demais adjetos da sociedade contemporânea.
Desculpe-me de utilizar essa mensagem também como forma de desabafo. Confesso aos senhores, que sinto também todo esse mal-estar pós-moderno. Sinto a falta de crenças. Sinto a falta do ser humano e seus valores. Já fui muito religioso. Aos 12 anos fazia minhas primeiras leituras Bíblicas e comunhões sinceras com Deus. Mas, aos poucos, isso foi se apagando de mim. Como de muitas pessoas da minha geração, fui ficando cada vez mais cético até me tornar um niilista convicto absorvendo do mundo toda a sua angustia. Passei a  questionar vosso Deus, ao vê-lo cúmplice e ao permitir essa perpetuação da miséria. Mas, aos poucos, e sem medo de parecer demagogo, pesquisando a respeito da nobre vida desses freis e dessa ordem, pude notar em mim uma substancial mudança, ao ver dar lugar àquele Deus vingativo  um Ser Superior e misericordioso, que é hábil ao introduzir amor e beleza nas mais deploráveis situações que o próprio homem e capaz de impor ao seu semelhante.
Que força é essa que brotava no âmago  desses homens?  Que pernas que o sustentavam, para continuarem de pé em seus princípios, mesmo quando suas já estavam debilitadas pelas sevicias? O quê è tudo isso se não a Fé! O quê é o amor? Dê onde ele vem?
Desculpem-me mais uma vez pelo desabafo, e que eu, fiquei sinceramente, muito feliz por ter encontrado esse mural de recado e com a possibilidade de poder conversar com pessoas que possam compreender nossos sentimentos e aflições.
Espero por meio desse primeiro contato poder obter a compreensão dos senhores e que alguém possa me orientar em algumas questões, entre elas: Obter subsídios mais aprofundados da filosofia da ordem; da história da JUC e da JEC; dicas de sites, livros etc. e finalmente onde estou encontrando maiores dificuldades, nos contatos com testemunhas da época.
Agradeço desde já a todos e um fraternal abraço.
Alexandre.
contatos: (011) 4228-4233
Cel.:     (011) 9234-7439
e-mail:   alerampazzo@ig.com.br
20/01/2003 16:30
De: Fernando
IP: 200.211.50.147-172.16.5.39

Vocacionado

Bom dia!
Gostaria de saber sobre o carisma de vcs e sobre o tempo de formação. Conheço pouca coisa sobre vcs.
Tenho 24 anos e quero entregar minha vida a Deus, curso Administração de Empresas, 3ºsemestre. Resido em Mairinque-SP
Faço parte do Coral da minha comunidade, vou trabalhar com catequese este ano e se Deus quiser pretendo no fim do ano assumir o compromisso de Ministro em minha paróquia. Muito obrigado, aguardo um retorno
Seu IP: 54.166.152.111 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)