Bem-vindos ao primeiro fórum dedicado à insubstituível Elis Regina Carvalho Costa.

* criado por Fernanda Farina *.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*..*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*..*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.
Fórum da MARIA RITA: O LINK ESTÁ NESTA PÁGINA!! E acessível!

Tags: elis regina mpb
22/12/2005 23:06
De: Diego (diego_ctba@hotmail.com)
IP: 201.24.194.236-

Arrastão

Olá pessoal! Descobri este fórum maravilhoso hoje. Tenho 15 anos, mas sou um dos maiores fãs de Elis. Vocês saberiam me dizer se existem vídeos do programa O Fino da Bossa, apresentado pela Elis e pelo Jair? Também queria sabre se vocês sabem se existe pelo menos algum fragmento do vídeo em que Elis interpreta Arrastão no FMPB de 1965. Espero resposta ansioso! Abraços Elisianos!
18/12/2003 00:41
De: Natasha (natasha.barreto@bol.com.br)
IP: 200.147.75.170-

Re: Elis e Tom

Gustavo,
Eu pretendo ficar de olho pra ver se pinta algum especial da Elis na tv, como não tenho quase nada da dela em vídeo, tô torcendo pra passar alguma coisa, se passar vou avisar e se vc ficar sabendo de algo da um toque na gente daqui, pq tem muitos fãs que querem vídeos e não tem.
E como a Pri,eu tb tô torcendo pra que seja lançado o DVD, é o q mais tá faltando, né!
Beijão p/ todos
Natasha
05/06/2003 00:24
De: Fernanda
IP: 200.216.104.102

Novidades

É mesmo Pri... Cadê esse pessoal que não se comunica mais?!
Vou dar mais dinâmica a isso.
Bom, sexta-feira, dia 30 de maio, o Tunai veio aqui fazer um Show intitulado " Eternamente Elis". Pessoal, eu não fui poruqe já havia outro compromisso. Masssss, eu conversei com ele pelo telefone e trocamos idéias. Ah! Vale a pena ouvir o cd ( do Tunai ). Eu ouvi uma versão - ao vivo- de "As aparências enganam" < gravada em Ouro Preto> e que no início da música ele faz um comentário sobre a Elis que pe de a-r-r-e-p-i-a-r-! Emociona mesmo.
Bom, ontem eu tb estava lendo a Revista " Istoé Gente " que traz uma matéria com o Milton Nascimento e... lógico, fala tb da Maria Rita e Elis. Eu gostei!
Ps.: É desta semana! Ah! A Maria Rita tá tão parecida com a Elis...Eu nunca achei não , mas agora, acho que é por causa do cabelo, sei lá...
14/04/2004 01:09
De: tina
IP: 200.234.15.110-

Re: DVD

Oi, Marcelo,por favor,tb dê detalhes maiores da compra em si, se dá comprar só o DVD que tem a Elis(I ou II ?), se é só via Internet ou se dá p/ comprar em loja,o precinho, enfim....
Obrigada desde já.
27/01/2007 01:10
De: Geraldo Paiva (eternamenteelis@gmail.com)
IP: 200.147.73.19

Valeu Juliana e Sílvio!!!

Adorei saber que algumas pessoas concordam comigo.
Estou Divulgando a Carta da Produção de Fátima Guedes em todos os lugares que conheço que falam, pensam ou vibram Elis.
Nós, que adoramos Essa Voz devemos passar esta Carta para todos os nossos amigos no intuito de não deixar essas víboras crescerem e fazer com outros Artistas o mesmo vexame que fizeram com a Fátima Guedes.
Tenho um Grupo voltado para Divulgar Elis que completou 25 anos de luta, além disso tenho por 2 anos um Programa de Rádio sobre Elis e nunca vi algo semelhante e sujo.
Espero que esse vexame sirva de exemplo para outras pessoas que querem brilhar com o Kaol dos outros.
Quero manter contato com o meu amigo Silvio e estender esse laço que nos aproximou.
Juliana aguardo seu telefonema para saber o que tens a me contar.
Hoje encerramos nossa Mostra de Vídeo - 25 Anos Recordando Elis e foi um grande sucesso.
Foi muito emocionante Exibir o Acervo do Grupo e lembrar de minha infância.
Dediquei 25 anos de minha vida na Divulgação de sua verdadeira vida.
Conto com seu apoio.
Um forte abraço em todos,
Do amigo de hoje e sempre,
Geraldo Paiva
Presidente do Grupo Eternamente Elis
25 Anos Recordando Elis
12/06/2004 23:57
De: Vinícius Máximo (vinicius_mx@yahoo.com.br)
IP: 200.206.154.224-

Matéria

   Oi, pessoal.
   Achei uma matéria sobre Elis muito bacana. É do Jornal Correio Braziliense.
   O link do site é: http://www2.correioweb.com.br/cw/2002-01-19/mat_29113.htm
   Vou escrever aqui a parte que mais gostei.
Hotel Aracoara, 1979
 
Irlam Rocha Lima
Da equipe do Correio
 Final da tarde de 23 de novembro de 1979. Repórter com pouco traquejo no trato com celebridades da vida artística nacional, fui pautado pela coordenadora do caderno cultural do Correio, Maria do Rosário Caetano, para entrevistar Elis Regina. Logo Elis, que tinha fama de ‘‘difícil’’.
 Ela viera à cidade para apresentar no Cine Brasília o show Essa Mulher. Confesso que, a princípio, a tarefa não foi nada fácil. A Pimentinha, vestindo elegante conjunto, cabelos presos, não escondia o mau-humor motivado por algo que depois viria a revelar. O Aracoara, hotel onde se hospedou, servira de escritório para o general João Figueiredo no período que antecedeu sua escolha para a Presidência da República.
 ‘‘Determinadas perguntas não vou poder responder, pois não sei se há microfones escondidos por aí captando nossa conversa’’, disse de cara, demonstrando paranóia — que de certa forma fazia sentido. Aos poucos, foi deixando de lado os receios. Não deixou nada sem resposta.
 ‘‘Minha participação nas Olimpíadas do Exército foi imposta. Chegaram pra mim e perguntaram: ‘Como é, você quer ir ou prefere ser levada?’ Diante de tanta amabilidade, fui. Houve quem dissesse que eu poderia apelar para o respaldo popular que já possuía. Mas Caetano Veloso e Gilberto Gil eram popularíssimos e na hora que dançaram, dançaram feio’’ .
 A entrevista foi interrompida, por um momento, para que Elis abraçasse Zezé Motta e Marina — em início de carreira —, hospedadas também no Aracoara. As duas estavam em Brasília participando de show pelo Projeto Pixinguinha, juntamente com Luís Melodia. Aí, já exibia surpreendente — pelo menos para mim — doçura, que me deixou absolutamente embevecido.
 Ao chegar ao jornal para escrever a reportagem, já tinha o título na cabeça — ‘‘Endurecer para a batalha da vida, mas sem perder a doçura’’. Fora extraído da resposta que ela dera à pergunta sobre sua nova imagem, com mais charme e glamour. ‘‘Assumo essa coisa de jovem senhora. Se não me acho bonita, me considero interessante. A gente vai tendo consciência das coisas e a consciência vai se apurando.’’ Obviamente, o título fazia alusão à célebre frase cunhada por Che Guevara.

16/08/2003 17:42
De: tânia
IP: 198.81.9.3

Não sei...

Para mim não era arrogante e sim instável e impulsiva. é diferente ter a intenção de ser grossa e ser sem ter...
Elis no que conheço só era extremamente chata com quem tinha mágoas.
É o que acho sem querer defender Elis.
Um beijo, Pri.
Tânia.
16/10/2003 08:19
De: Eleonora Santos (eleomfs@matrix.com.br)
IP: 200.249.7.103-

Re: Elis Maravilhosa

Ih, Nélson, eu queria comprar a nova edição pensando que havia alguma novidade, mas ao invés disso retiraram as mil faces do furacão??? Não quero mais. Sabe aquela foto que tem no livro que Elis aparece com Maria Rita e Pedro no colo? No livro está em preto e branco, mas já vi outras fotos do mesmo dia e ela está de camiseta branca e calça azul. Acho Elis belíssima naquele momento, queria muito a reportagem que aparece completa na revista Cláudia de fevereiro de 1979, mas não consegui me comunicar com a abril. Há alguém que tenha como conseguir esta revista antiga?
F ELIS CIDADES.
11/11/2003 13:59
De:
IP: 200.151.103.208-

Re: Re: Re: Re: Pergunta!!!


Oi Fê!!! Já que você é louca pelo Wagner Tiso, temos muito que trocar e-mail ainda, olha só eu fui no show sexta-feira, e no sábado ele jantou numa mesa ao lado da minha, concerteza ele havia saído do show e foi jantar, e para completar o fim de semana, tinha música ao vivo no restaurante e o músico cantou "Como os nossos pais", lembrei óbvio da Elis....
Falando sério, eu não sou Roberto Carlos, mas as vezes eu falo sério, hehehehe........Eu Sou apaixonada pela Elis... Essa mulher quando canta leva pra si a minha alma, é uma loucura!!!!!!!!
Mensagem escrita ao som de "As aparências enganam" com a belíssima interpretação da Elis, claro.
Beijos,
Fui!!!!!!!!!
Rê.
17/09/2003 18:58
De: Carlos Marcondes
IP: 200.167.103.102

Re: Re: Ajuda - Não Pirataria

Oi, gente!
Antes de mais nada, queria agradecer por relatarem a nós como foi o show da Maria Rita.
Gente: continuem contando! Por favor, não se esqueçam dos que (como eu), infelizmente tiveram que se contentar com o CD (até agora, pelo menos).
Sabem... o que me conforta é saber que Maria Rita é uma artista que se revela na MINHA geração. E tem toda uma carreira pela frente (da qual eu não vou me desgrudar...!!!!!!)
Esclarecendo as dúvidas sobre a faixa interativa, CASO seu computador seja compatível, basta introduzir o CD na unidade que, automaticamente, o rosto de Maria Rita aparecerá (juntamente com o botão para baixar as músicas extras). Se não houve nada ao colocar seu CD no computador, então, certamente, ele não é compatível com essa tecnologia. E, ao clicar no botão, você será direcionado a um site provado da WEA (Warner Music). Não tem absolutamente nada a ver com o Kazaa (que, diga-se de passagem, é ilegal). Certo?
Superbeijo a todos.
Tâ: to esperando sua resposta por email!! saudade!
Marcondes.
Fê: To mto feliz por tudo ter dado certo. Adoro vc!
26/04/2004 09:27
De: Débora Rosa (derorimar@bol.com.br)
IP: 200.216.81.87-

Re: Oi Débora....

Lê, que bom que gostou!!!
É simplesmente mágico imaginar como seria o mundo com a Elis ainda cantando!!! Curtindo o netinho!!! E os filhos!!!! Na revista caras da semana passada tem na capa assim: "César Mariano se emocionar ao imaginar a Elis Regina avó." Lindo né???
Beijão Lê!!!
05/03/2004 19:01
De: Geraldo Paiva (eternamenteelis@bol.com.br)
IP: 200.222.99.13-192.168.13.36

Obrigaduuu!

Cara amiga,Mayra:
Gostaria de saber mais detalhes sobre a Associação,em que Estado é a sede.
O nosso Programa terá o maior prazer em divulgar, mais somos do Rio de Janeiro, portanto, preciso saber detalhes.
Aproveito para avisar que o nosso Grupo tem 22 anos sem interrupção e que sempre realiza eventos de cultura divulgando nossa estrela maior.
Já ajudei o pessoal da ABEM numa mostra realizada aqui no Rio e não sabia que estavam nessa situação.
Me desculpa só responder agora.
Um forte abraço e fica com Deus.
Do amigo,
Geraldo Paiva
Presidente do Grupo Eternamente Elis  
26/07/2003 23:49
De: Carlos Marcondes (cfpupio@iconet.com.br)
IP: 200.167.123.215

De volta

Boa noite, amigos!
Estou acabando de chegar de viagem. Fiquei um tanto "desatualizado". Aproveitarei para responder todas as mensagens de forma geral agora.
Bom... Vou escrever tudo de forma desconexa. Afinal, a minha mente funciona a mil por hora e vou jogando tudo no papel (ou melhor, na tela... rsrs!)
Fê, foi uma PENA mesmo não podermos ter tido a chance de nos encontrar... :-( Mandei mensagem pra vc pelo ICQ... Estava viajando, infelizmente.
Pri, valeu mesmo pela indicação do especial no E!. Já ouvi falar sobre ele, mas não tive ainda chance de assistir. AProveitarei pra gravá-lo, dia 31! Obrigado!
Por falar em especial da Record, tb quero saber qdo será. Se souberem algo sobre ele, não esqueçam de nos avisar pelo fórum.
Tânia, querida: adorei sua sugestão. Pensarei em algo e mandarei a vocês tão logo seja possível (na verdade, tão logo alguma idéia nesse sentido frutifique na minha cabeça).
André: seja bem-vindo de volta!
Na verdade, vai um recado para o André e pra todos: Apesar de ser superultramega fã da Elis e de ter quase tudo que já se lançou (em termos de LPs e CDs, inclusive raros), não tenho NADA de vídeos dela. E estou ávido por ter alguma fita (já que não existem DVDs). Também sou contra esse comércio infame (os tempos de "maurani da elllis" já acabaram, minha gente! hehe! Os membros antigos me entenderão). O que proponho, portanto, é que os interessados em algum CD em específico da Elis (mesmo os raros, como seus primeiros fonogramas, aos 16 anos, e outros) - e que tenham material audiovisual para dar em troca - me mandem emails.
É uma sugestão. Meu email (cfpupio@iconet.com.br) está livre para todos!
Bom resto de fim-de-semana a todos e um ótimo início de semana de trabalho e/ou última semana de férias a vocês.
É sempre um prazer falar com pessoas tão especiais.
Beijos e abraços do Carlos.
28/12/2003 15:44
De: Genira (geniralopes@hotmail.com)
IP: 200.255.1.54-

Elis sempre Elis

Li e achei que vocês gostariam de compartilhar comigo o prazer desta leitura. Quem já leu, leia de novo.
 Beijuuuuuuuus e um 2004 de muita paz e sáude para todos nós! Tim-tim!!!!!
"Quem ouve Elis cantar, ainda que só pelas gravações que ela deixou, não tem como manter-se em desacordo com os que a consideram a melhor intérprete da Música Popular Brasileira. É como duvidar que Pelé seja o grande craque da bola, algo completamente fora de cogitação. Elis reuniu – e desenvolveu – todas as qualidades que fazem uma cantora marcar época. Senhora da técnica e dona de uma emoção irrefreável, exalava boa música por todos os poros. Com timbre vocal agradabilíssimo e afinação a toda prova, encarou de tudo. Não que fosse eclética, ainda que tenha aberto também esse flanco. Cantou samba, bolero, calipso, Bossa Nova, rock. Em cada gênero, firmava novas possibilidades de vocalização. E tinha uma força descomunal no palco. Ao vivo, arrebatava o público como uma Maria Callas. Costumava dizer que havia se apaixonado pelo som da própria voz. Ela e o Brasil, que não a deixaria marcar apenas a época em que vivera.
Elis continua sendo a maior referência para quem segue o ofício de cantar MPB, em um raro caso de reverência mítica – como Paganini para o violino ou Jimi Hendrix para a guitarra elétrica.
Essa devoção é alimentada não só pelos fãs da cantora, que são muitos, mas principalmente pelos compositores que ela gravou. Milton Nascimento afirma dedicar a Elis as canções que fez. Todas. Antenada aos talentos que emergiam enquanto a música popular era sacudida por festivais, protestos, Jovem Guarda, tropicália, Clube da Esquina e uma nova escola nordestina, Elis apostou em desconhecidos e fez com que se consagrassem nacionalmente. Venceu um festival cantando Edu Lobo (“Arrastão”), gravou o tropicalista Gilberto Gil, chamou a atenção para o mineiro Milton e sua turma de Belo Horizonte, lançou o cearense Belchior e imortalizou “Romaria” do paulista Renato Teixeira.
Enquanto estimulava jovens carreiras, jamais deu as costas para a tradição. Cantava Ataulfo Alves, João do Vale, Dorival Caymmi e Adoniran Barbosa. Cantou “Águas de Março” em dueto com Tom Jobim. Cantou o que era bom. E se não fosse, ficava."
Celso Masson ( Jornalista e crítico de música e cinema)
Texto retirado do Dicionário de Música  de Ricardo Cravo Albim
Seu IP: 54.196.10.71 (os IP's são armazenados por questões de segurança)
Seu nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Mensagem:
  Não quero que meu e-mail apareça na mensagem (apenas o nome)